Leone Serviços

Leone Serviços
Portaria Limpeza Zeladoria Motorista

Escreva abaixo para pesquisar assuntos tratados neste Site

Google+ Followers

Leia mais Noticias deste Site

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

METRÓPOLE SEGURANÇA



O GRUPO METRÓPOLE é um grupo de empresas tradicionais e já consolidado nos mercados de segurança e de terceirização de serviços, formado para atender ao cliente de maneira completa. Dinâmico e moderno, tem à sua frente um administrador de reputação ilibada e que há mais de 35 anos acumula vasta experiência nesses segmentos, assessorado por um time de executivos focados na satisfação plena dos clientes com aplicação de rígidos controles de qualidade..

Oferecer soluções integradas e otimizadas em segurança e terceirização de serviços gerais para empresas, indústrias, instituições financeiras, hospitais, shoppings, transportadoras, estabelecimentos comerciais e de ensino é o objetivo principal do GRUPO METRÓPOLE, que vem se destacando no mercado graças à prática de uma política empresarial que valoriza a qualificação contínua de seus funcionários; a adoção de modernas tecnologias eletrônicas; e o tratamento diferenciado dado ao cliente.


A METRÓPOLE é uma empresa especializada na prestação de serviços de segurança patrimonial, constituída de acordo com a Lei Federal nº 7102/83 e autorizada a operar pelo Ministério da Justiça - Departamento de Polícia Federal.

Tem como propósito maximizar ganhos de eficiência e eficácia, alcançando níveis de qualidade que satisfaçam e excedam os objetivos definidos pelo cliente, e como objetivo primordial o fornecimento de um atendimento personalizado e diferenciado, com identificação de suas necessidades e com o oferecimento de um conjunto de soluções customizadas, para o fim de garantir segurança, comodidade, tranqüilidade e alto padrão de atendimento.

Amparada em sólida estrutura empresarial tem sua sede estrategicamente localizada no Município de São Caetano do Sul -SP, em imóvel próprio de três pavimentos, com área construída de mais de 1.500m2., e rede de escritórios regionais que lhe permitem atuar com a mesma eficácia em todo o Estado de São Paulo.

A METROPOLE adota rigoroso controle de recrutamento e seleção de profissionais, os quais passam por levantamento da vida pregressa e detida avaliação psicológica.

Abriga, sua sede administrativa, um Centro Avançado de Monitoramento Eletrônico 24 HORAS, dotado dos mais modernos recursos tecnológicos.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Consul do Haiti comete crime em entrevista



Chega de racismo e intolerância religiosa!

Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Condomínio ouve os apelos das crianças


Reunião de Condomínio ouve os apelos das crianças

Elas são as principais suspeitas pelos atos de vandalismo mostrados no último episódio.

Você chega do trabalho morto, e só pensa em descansar. Mas aí começa aquela zoeira: a molecada lá embaixo corre, grita e acaba com o sossego dos vizinhos. Esse é o tema de hoje da Reunião de Condomínio: como lidar com as crianças. E o consultor Max Gheringer passa a palavra para a própria meninada.

Quarta-feira, 14 de outubro, 11º dia, 22h45.

Incidente no bloco 3. Átila, um dos moradores que aceitaram o desafio de chefiar o condomínio por 30 dias, é chamado para ver a sujeira na portaria do prédio.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Dicas de Segurança em condomínios




Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

PM vai distribuir cartazes com dicas de segurança em condomínios de SP


PM vai distribuir cartazes com dicas de segurança em condomínios de SP

50 mil folhetos foram impressos com orientações para as férias.
Condôminos, funcionários e síndicos devem ter atitudes preventivas.
Juliana CardilliDo G1, em São Paulo


A Polícia Militar de São Paulo começa na próxima segunda-feira (28) a distribuir cartazes com recomendações de segurança para os condomínios no período de férias, quando muitos moradores viajam e deixam suas casas e apartamentos vazios. O material estabelece cuidados que podem ser tomados por todos os envolvidos: condôminos, síndicos e funcionários.

No total, serão distribuídos 30 mil cartazes na capital paulista e outros 27 mil em algumas cidades do interior do estado. Todas as dicas levam a um único objetivo: não deixar que pessoas com más intenções percebam que a residência está vazia, e assim, se aproveitem para efetuar furtos. Segundo o coronel da PM José Elias de Godoy, é verificado um aumento na tendência de arrombamentos e furtos na época das férias escolares.
Ampliar FotoFoto: Juliana Cardilli/G1

O coronel da PM José Elias de Godoy dá dicas de segurança para condomínios nas férias (Foto: Juliana Cardilli/G1)

“Deixar a luz acesa direto, jornais e correspondências acumulados na porta, tudo isso chama a atenção dos bandidos”, afirmou o capitão. “A prevenção é dever de todos.”

A distribuição vai ser feita por policiais das bases comunitárias e também por meio do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi).

De acordo com o policial, o distanciamento existente hoje entre vizinhos colabora para a ação dos criminosos. Ter alguém de confiança que mora por perto e possa ficar de olho em sua casa é fundamental para evitar problemas. “Ele pode acionar a PM se perceber algo estranho”, afirmou o capitão.

 Dentro dos condomínios, além de um vizinho, a recomendação da PM é de que o zelador do prédio também seja avisado – para que ele não deixe correspondências se acumularem à vista e também fiquem atentos a possíveis tentativas de entrada nos apartamentos vazios.

“Não havendo ninguém que possa autorizar a entrada de uma pessoa que não mora no prédio, ou nenhum aviso por escrito, o funcionário não deve deixar essa pessoa entrar. Muitos golpistas dizem que são parentes, que têm a chave, levantam detalhes sobre o morador”, explicou o policial.

Também por esse motivo, a polícia recomenda que as chaves do apartamento não sejam deixadas nas portarias. “O ideal é deixar com um vizinho de confiança ou no máximo com o zelador. E mesmo que algum funcionário doméstico tenha a chave, ele precisa de autorização todos os dias para entrar”, afirmou Gogoy.
Sistemas de segurança
De acordo com a Polícia Militar, os sistemas de segurança que possam prevenir a entrada de estranhos também são importantes – como alarmes e câmeras de monitoramento. “É interessante que haja equipamentos para que a ação possa ser dificultada.”

Entretanto, segundo o capitão, a segurança não é feita só de equipamentos, mas também de atitudes. Por isso, é fundamental, além de não demonstrar que a casa está vazia, investir no treinamento e orientação dos funcionários. “Eles precisam estar treinados para não cair em golpes e não sair dando informações do condomínio para outras pessoas, mesmo que sem intenção de prejudicar”, explicou o policial.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Condomínio Minichácaras não tem rede de esgoto


Condomínio Minichácaras não tem rede de esgoto



Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Condomínios em São Paulo apostam em equipamentos de segurança


Condomínios em São Paulo apostam em equipamentos de segurança

O mercado de segurança está mudando. Condomínios particulares, prédios e residências estão usando equipamentos de vigilância que eram utilizados apenas pelas grandes empresas.
Veruska Donato - São Paulo

Esse tipo de preocupação deixou de ser privilégio das classes mais ricas. Quase todo mundo busca um jeito de se defender. E não é para menos: de ontem para hoje, uma família de São Bernardo do Campo viveu momentos de medo quando viu uma quadrilha invadir sua casa.

Foi uma noite de pânico para uma família no ABC paulista.

Os bandidos conseguiram arrombar o portão eletrônico e entrar na casa. Dominaram o empresário e trancaram a mulher dele e o filho do casal no banheiro. Depois, fugiram levando o dono da casa e também aparelhos eletrônicos, relógios e o carro da família.

A mulher se soltou e chamou a polícia. Três pessoas foram presas. Um menor de idade e um casal de irmãos. Um quarto bandido está foragido.

O medo da violência tem levado cada vez mais gente a buscar proteção. O mercado de segurança eletrônica chega a movimentar R$ 1,5 bilhões por ano.

Em São Paulo, a segurança começa na rua. O morador aciona o aparelhinho ainda dentro do carro para avisar que está chegando e está tudo bem. Dentro do condomínio, o computador recebe a informação e libera a entrada. Tudo é acompanhado por câmeras de segurança.

“Se ele apertou botão, problema se esvai. Se não apertou, problema fica. Aí começa a se informar com parentes ou até autorizando polícia a parar no local”, explica Paulo Gonçalves, analista de segurança.

Quase cento e cinquenta prédios e casas de São Paulo já contam com esse novo sistema. O problema ainda é o custo. O programa do computador custa R$ 5 mil e cada aparelhinho mais R$ 1 mil.

Afastar o medo, se sentir protegido. Essas não são necessidades apenas das pessoas muito ricas. Um condomínio de classe média de São Paulo investiu R$ 20 mil em equipamentos de segurança, mesmo a área sendo bastante vigiada.

Os oito blocos de prédios ficam bem em frente a uma base da Polícia Militar. “Infelizmente a insegurança no país, estado, cidade, fez com que houvesse uma necessidade para que todos se sentissem num estado de espírito mais seguro”, explica Luiz Carlos Andrade, consultor de empresa.

Os maiores clientes de uma empresa continuam sendo os bancos, mas o perfil está mudando. “Outras áreas têm se preocupado com segurança eletrônica, que não somente área bancária: condomínio, residência... E também condomínio de empresa”, diz Reginaldo Fernando, empresário.

Segundo o empresário, há treze anos, o mercado particular representava 2%. Hoje é de 20%. “O equipamento de segurança se transformou nas últimas décadas uma coisa absolutamente viável. Um intercomunicador com câmeras pode ser adquirido por qualquer classe social até a classe C já pode adquirir”, finaliza o empresário.

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Sistemas Eletrônicos e de Segurança, existem hoje no Brasil 1,3 milhões de câmeras de monitoramento. Esse tipo de segurança pode custar de R$ 5 mil a R$ 10 mil.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Condomínios passam a usar equipamentos de vigilância mais eficientes


Condomínios passam a usar equipamentos de vigilância mais eficientes



Casas e condomínios passaram a utilizar sistemas de segurança antes só usados por grandes empresas. A preocupação tem fundamento. Em Santo André, uma quadrilha invadiu a casa de uma família.



Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Terremoto no Haiti Exército confirma morte de 4 militares brasileiros


Exército confirma morte de 4 militares brasileiros após terremoto no Haiti

Além dos mortos, há vários militares feridos.
'É provavel que tenhamos mais mortos', admite coronel.
Alexandro MartelloDo G1, em Brasília


O Comando do Exército confirmou nesta quarta-feira (13) que quatro militares brasileiros morreram no Haiti, em função do terremoto de magnitude 7 que atingiu o país na véspera.

De acordo com o Exército, os militares mortos são: 1º tenente Bruno Ribeiro Mário, o 2º sargento Davi Ramos de Lima, o soldado Antônio José Anacleto e o soldado Tiago Anaya Detimermani, todos do 5° batalhão de Infantaria Leve, com sede em Lorena (SP). Todos eles estavam fora da base no momento do terremoto.

Um terremoto de magnitude 7 na escala Ritcher atingiu o país na terça-feira (12), destruindo vários prédios na capital, Porto Príncipe, e causando devastação no país da América Central. O tremor afetou a estrutura de telecomunicações no país, e as informações sobre vítimas e danos ainda são desencontradas.

O Brasil comanda uma missão de paz da Organização das Nações Unidas naquele país.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Zilda Arns morre em terremoto no Haiti


Zilda Arns morre em terremoto no Haiti, diz sobrinho

Gabinete do senador Flávio José Arns recebeu informação nesta quarta.
Familiares da coordenadora da Pastoral da Criança buscam mais detalhes.
Do G1, em São Paulo e Brasília

Zilda Arns Neumann, coordenadora internacional da Pastoral da Criança, morreu no terremoto no Haiti, ocorrido nesta terça-feira (12). A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (13) pelo gabinete do senador Flávio José Arns (PSDB-PR), sobrinho de Zilda, em Curitiba.

Ele irá acompanhar a missão brasileira que seguirá nesta manhã para o Haiti. "Ela faleceu mesmo. Ela estava junto com um tenente, e os dois foram atingidos e morreram", disse Flávio Arns ao G1.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Como comandar a segurança do seu condomínio




No seu condomínio, crie funções entre os colaboradores (SEMPRE QUE POSSÍVEL QUE TENHA CONHECIMENTO NA ATIVIDADE), tais como: Gerente de Lazer, Gerente de manuteção, Gerente de segurança, e outros conforme seu condomínio, estes cargos podem ser de membros do conselho, vou falar no nosso assunto - Gerente de Segurança, esta pessoa, deve estar sempre em atenção ao Porteiro, as condutas internas e tudo sobre o assunto, este gerente deve efetuar rondas periódicas diurnas e noturnas ao bom desempenho do porteiro e sistemas, deve ser o contato caso houver com a empresa terceirizada, deve testar periodicamente os equipamentos de segurança e os de combate a incêndio, estar periodicamente com o porteiro verificando seu desempenho, deve muitas vezes acompanhar o desempenho ao lado como observador, o Gerente de Segurança poderá ter como auxiliar alguns dos moradores, para o revezamento dos trabalhos, sempre coloque em primeiro lugar a segurança, não economize em outros materiais de apoio ao profissional, lembre-se que cameras sem gravação nada ajudam na segurança.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Codigo de Trânsito pode ser aplicado em Condomínos



Apesar de incluído no Código Brasileiro de Trânsito, poucos condutores de veículos têm conhecimento de que a legislação também pode ser aplicada dentro de condomínios e estacionamentos de shopping e supermercados. Sim, as regras das vias urbanas devem ser respeitadas nesses locais e, caso isso não for observado, pode render multa. Em suma, os motoristas que circulam dentro de condomínios e estacionamentos de shopping e supermercados e cometem algum tipo de infração estão sujeitos às penalidades previstas na lei.

Em diversas capitais, os órgãos responsáveis pelo trânsito já despertaram, e estão "de olho" no comportamento dos condutores de veículos nessas áreas fechadas, e o número de multas é bastante significativo. O grande problema que vem sendo verificado é a reação dos motoristas multados que não se conformam em ser punidos por infrações de trânsito praticadas no condomínio em que residem ou no estacionamento de um shopping.

Aracaju já possui um bom número de condomínios fechados, e dentro de pouco tempo os dois shoppings centers começarão a cobrar uma taxa de permanência em seus estacionamentos. Se você algum dia for multado dentro dessas áreas, não proteste, apenas se conforme que praticou uma infração de trânsito na porta de casa ou no estacionamento de um supermercado, ou de um shopping. É a lei.

Fonte: Correio de Sergipe (www.correiodesergipe.com)


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

20% dos paulistanos não pagam a taxa de condomínio em dia.



Quase 20% dos paulistanos não pagam a taxa de condomínio em dia. Esse é o resultado de uma pesquisa feita com 1.100 prédios gerenciados pela administradora Lello na capital paulista entre janeiro e setembro deste ano. Dos 656,1 mil boletos emitidos pela empresa no período, 80,01% foram pagos na data correta.
 
O levantamento mostrou ainda que 10,54% dos devedores acertam o débito dentro de 30 dias após o vencimento do documento. Os condôminos que pagam a taxa com atraso entre 31 e 60 dias somaram 5,38% do total. Os que permaneceram sem pagar após esse prazo – considerados inadimplentes – foram 4,08%. 
 
De acordo com o presidente do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo), José Augusto Viana Neto, a impunidade beneficia os condôminos.
 
- As penalidades são muito brandas e a legislação não é usada de imediato contra o inadimplente. Normalmente, os condôminos são conhecidos e os síndicos evitam um confronto, o que pode gerar um acúmulo de parcelas. 

Segundo Viana, os síndicos já preveem antecipadamente um determinado índice de inadimplência para o condomínio, que é compensado, na prática, por quem paga em dia. Ele estima que se todos pagassem corretamente, a taxa de condomínio poderia ser até 30% menor.
 
Os dados da AABIC (Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo) são semelhantes aos da administradora. Uma pesquisa com 1.500 condomínios, de diversas classes sociais da capital e da Grande São Paulo, mostrou por meio do Ipemic (Índice Periódico de Mora e Inadimplência Condominial) que a falta de pagamento está em queda.
 
O índice de mora de setembro, que ilustra o não-pagamento até o 30º dia após o vencimento, foi de 7,60%. Em relação ao mesmo mês de 2008, houve queda de 34,37%. Já a inadimplência foi de 3,02% em setembro, uma redução de 20,73% em relação ao índice do mesmo mês do ano passado.
 
De acordo com o diretor jurídico do órgão, José Roberto Graiche Júnior, a redução da inadimplência se deve à melhora do cenário econômico e ao aprimoramento do setor.
 
- Quando vence um boleto, o departamento de cobrança das empresas já envia um boleto eletrônico com a multa e os juros calculados e começa a ligar. As administradoras estão mais atuantes, o que representa um aprimoramento do setor.

Fonte: R7 (www.r7.com)


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Coordenadoria de Defesa das Relações Condominiais



A criação do chamado Procond (Coordenadoria de Defesa das Relações Condominiais), órgão que pretende mediar conflitos em condomínios e evitar que ações desse tipo caiam no Judiciário, está em discussão na Assembleia Legislativa de São Paulo. Em processo de audiências públicas, a proposta é uma espécie de Procon - órgão de defesa do consumidor. A primeira audiência ocorreu na última segunda-feira (7), e a previsão é que a próxima aconteça em fevereiro do ano que vem. 

O deputado Fernando Capez (PSDB), que presidiu a audiência, explica que o órgão, a ser vinculado à Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania, terá a função de incentivar o entendimento nos condomínios.
- A coordenadoria só vai atuar de maneira mais efetiva em último caso, como, por exemplo, quando a administradora se recusar a ter transparência na prestação de contas, quando o síndico adotar postura truculenta, ou quando o condômino tiver uma atitude antissocial.

A previsão é que sejam realizadas, ao menos, três audiências públicas para que sejam levantadas sugestões ao projeto. Em seguida, a proposta será enviada ao governador José Serra, que deve encaminhá-la à Assembleia Legislativa como projeto de lei a ser votado pela Casa.

Criação
A ideia da coordenadoria é de Rosely Benevides de Oliveira Schwartz, professora de administração de condomínio na FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas). O projeto foi apresentado ao deputado Capez em setembro passado. Ela diz que o objetivo é fazer com que as brigas, tão comuns em prédios residenciais, não virem ações judiciais.

- As ações de condomínio caem no meio de outras variadas e os juízes não dão importância. O foco será chamar as duas partes para chegar ao órgão. A questão de multas será analisada mais para frente. No momento, a ideia é dar respaldo ao síndico para que ele possa administrar. 

Sem necessidade
Entretanto, a professora de direito do consumidor da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica) e ex-diretora do Procon-SP, Maria Stella Gregori, avalia que a criação da coordenadoria pode gerar equívocos na solução dos problemas.

- Os conflitos entre síndico e os moradores podem ser resolvidos durante as assembleias de condôminos. Eu entendo que não seja necessária a intervenção do Estado. No caso de embates mais graves [agressão e ameaças, por exemplo], cabe à Justiça resolver.

Segundo ela, em questões que envolvem brigas devido a obras e licitações no prédio, o próprio Procon pode resolver a situação, pois se trata de uma relação de consumo.

Fonte: R7 (www.r7.com)



Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Bebado retardado do jornal hoje Video



Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Inadimplência em condomínios - Lei completa



Inadimplência em condomínios - Lei completa um ano 22/07/09






Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Temas Jurídicos sobre condomínio Video






Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

O protocolo de kyoto


protocolo de kyoto de 1997 visa combater o aquecimento global que causa o efeito estufa. A grande concentração de CO2 está aumentando com a queima de combustíveis fósseis como o carvão, petróleo e gás natural o que já elevou a temperatura média da atmosfera em 0,8%. Se não for reduzida prevê-se que a temperatura possa aumentar em até 6% até 2100. O efeito desse aquecimento é a elevação do nível do mar. Os cientistas prevêem extinções em massa da espécie e expansão de doenças tropicais e esse fato é real e confirmado. Pelo Protocolo de Kyoto os países industrializados se comprometiam a trazer suas emissões de carbono (CO2) a um nível 5,2% menor que o de 1990 entre 2008 e 2012. Para isso precisa da ratificação de 55 países.

O ex-Presidente dos Estados Unidos Bill Clinton havia assinado o tratado em 1998, mas o Congresso não chegou a ratificá-lo. Com a retirada do maior poluidor o protocolo perde a força. Os Estados Unidos não aceitam o protocolo, pois contraria interesses econômicos do país ao exigir uma redução de gases estufas como o dióxido de carbono.

Essa redução exigiria uma custosa e rápida remodelação no modelo industrial americano e os Estados Unidos temiam em perder competitividade industrial, ou seja, pensam em primeiro lugar na economia do que no bem estar da população mundial. Os Estados Unidos respondem por cerca de 25% das emissões globais de gás carbônico.



Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Efeitos do Aquecimento Global no Planeta

Nosso Planeta está mudando só os tolos não enxergam os Efeitos do Aquecimento Global no Planeta
O que pode acontecer com nosso planeta caso o aquecimento global continue aumentando
Derretimento do gelo das calotas polares: um dos efeitos do aquecimento global
Derretimento do gelo das calotas polares: um dos efeitos do aquecimento global


Introdução 
A emissão descontrolada de gases poluentes tem provocado em nosso planeta um significativo aumento da temperatura global nas últimas décadas. Caso o homem não tome nenhuma medida para evitar estas mudanças climáticas, o meio ambiente pode apresentar uma série de problemas com consequências desastrosas para a vida em nosso planeta.
Efeitos do Aquecimento Global no planeta
Caso o homem não diminua a emissão de gases do efeito estufa nos próximos anos, podemos enfrentar as seguintes consequências:
Desertificação: com o aumento da temperatura global pode transformar florestas em desertos ou savanas. A Floresta Amazônica poderia ser drasticamente afetada e transformada em savana.
Derretimento das geleiras dos pólos do planeta: este efeito já é notado e tem causado o aumento no nível das águas dos oceanos e prejudicado a vida de espécies animais que vivem nestas regiões. Este efeito também pode provocar o alagamento de diversas cidades costeiras no mundo.
Os topos de algumas montanhas, que antes eram cobertas por gelo, também estão sofrendo com o aquecimento global. Este efeito tem modificado o ciclo de vida da fauna nestas montanhas, podendo provocar a médio prazo a extinção de animais.

Migrações em massa de pessoas: o alagamento de cidades e o aquecimento da temperatura em algumas regiões do mundo, podem provocar a migração de milhões de pessoas, provocando sérios problemas sociais nas regiões que receberão estes migrantes.
Problemas na agricultura: o aumento da temperatura global pode provocar sérios problemas na agricultura. Diminuindo a produção de alimentos no mundo, podemos ter milhões de pessoas morrendo de fome, principalmente nas áreas mais pobres do planeta.
Epidemias: o aumento da temperatura pode elevar a quantidade de mosquitos transmissores de doenças, principalmente em regiões tropicais e equatoriais. Doenças como a dengue e a malária podem fazer milhões de vítimas nestas áreas. Pode também haver a migração destes mosquitos para regiões que antes possuíam clima frio, disseminando ainda mais estas doenças pelo mundo.
Desastres ambientais: o aumento da temperatura global pode aumentar a quantidade e força de furacões e tornados em várias regiões do planeta.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Soluções para o Aquecimento Global divulgue em seu condomínio

Soluções para o Aquecimento Global
Exemplos de medidas para diminuir o aquecimento global, através do desenvolvimento sustentável
energia eólica, medida para combater o aquecimento global
Energia eólica: fonte de energia limpa para combater o aquecimento global



Introdução 
A emissão de gases poluentes tem provocado, nas últimas décadas, o fenômeno climático conhecido como efeito estufa. Este tem gerado o aquecimento global do planeta. Se este aquecimento continuar nas próximas décadas, poderemos ter mudanças climáticas extremamente prejudiciais para o meio ambiente e para a vida no planeta Terra.
Soluções para diminuir o Aquecimento Global
- Diminuir o uso de combustíveis fósseis (gasolina, diesel, querosene) e aumentar o uso de biocombustíveis(exemplo: biodíesel) e etanol.
- Os automóveis devem ser regulados constantemente para evitar a queima de combustíveis de forma desregulada. O uso obrigatório de catalisador em escapamentos de automóveis, motos e caminhões.
- Instalação de sistemas de controle de emissão de gases poluentes nas indústrias.
- Ampliar a geração de energia através de fontes limpas e renováveis: hidrelétrica, eólica, solar, nuclear e maremotriz. Evitar ao máximo a geração de energia através de termoelétricas, que usam combustíveis fósseis.
- Sempre que possível, deixar o carro em casa e usar o sistema de transporte coletivo (ônibus, metrô, trens) oubicicleta.
- Colaborar para o sistema de coleta seletiva de lixo e de reciclagem.
- Recuperação do gás metano nos aterros sanitários.
- Usar ao máximo a iluminação natural dentro dos ambientes domésticos.
- Não praticar desmatamento e queimadas em florestas. Pelo contrário, deve-se efetuar o plantio de mais árvores como forma de diminuir o aquecimento global.
- Uso de técnicas limpas e avançadas na agricultura para evitar a emissão de carbono.
- Construção de prédios com implantação de sistemas que visem economizar energia (uso da energia solar para aquecimento da água e refrigeração).



Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Aquecimento Global você precisa saber

Todos os dias acompanhamos na televisão, nos jornais e revistas as catástrofes climáticas e as mudanças que estão ocorrendo, rapidamente, no clima mundial. Nunca se viu mudanças tão rápidas e com efeitos devastadores como tem ocorrido nos últimos anos.
A Europa tem sido castigada por ondas de calor de até 40 graus centígrados, ciclones atingem o Brasil (principalmente a costa sul e sudeste), o número de desertos aumenta a cada dia, fortes furacões causam mortes e destruição em várias regiões do planeta e as calotas polares estão derretendo (fator que pode ocasionar o avanço dos oceanos sobre cidades litorâneas). O que pode estar provocando tudo isso? Os cientistas são unânimes em afirmar que o aquecimento global está relacionado a todos estes acontecimentos. 
Pesquisadores do clima mundial afirmam que este aquecimento global está ocorrendo em função do aumento da emissão de gases poluentes, principalmente, derivados da queima de combustíveis fósseis (gasolina, diesel, etc), na atmosfera. Estes gases (ozôniodióxido de carbonometano, óxido nitroso e  monóxido de carbono) formam uma camada de poluentes, de difícil dispersão, causando o famoso efeito estufa. Este fenômeno ocorre, pois, estes gases absorvem grande parte da radiação infra-vermelha emitida pela Terra, dificultando a dispersão do calor.
desmatamento e a queimada de florestas e matas também colabora para este processo. Os raios do Solatingem o solo e irradiam calor na atmosfera. Como esta camada de poluentes dificulta a dispersão do calor, o resultado é o aumento da temperatura global. Embora este fenômeno ocorra de forma mais evidente nas grandes cidades, já se verifica suas conseqüências em nível global.   
aquecimento global - derretimento de gelo Derretimento de gelo nas calotas polares: uma das consequências do aquecimento global.
Conseqüências do aquecimento global

-         Aumento do nível dos oceanos: com o aumento da temperatura no mundo, está em curso o derretimento das calotas polares. Ao aumentar o nível da águas dos oceanos, podem ocorrer, futuramente, a submersão de muitas cidades litorâneas;
-         Crescimento e surgimento de desertos: o aumento da temperatura provoca a morte de várias espécies animais e vegetais, desequilibrando vários ecossistemas. Somado ao desmatamento que vem ocorrendo, principalmente em florestas de países tropicais (Brasil, países africanos), a tendência é aumentar cada vez mais as regiões desérticas do planeta Terra;
-         Aumento de furacões, tufões e ciclones: o aumento da temperatura faz com que ocorra maior evaporação das águas dos oceanos, potencializando estes tipos de catástrofes climáticas;
-         Ondas de calor: regiões de temperaturas amenas tem sofrido com as ondas de calor. No verão europeu, por exemplo, tem se verificado uma intensa onda de calor, provocando até mesmo mortes de idosos e crianças. 

Protocolo de Kyoto

Este protocolo é um acordo internacional que visa a redução da emissão dos poluentes que aumentam o efeito estufa no planeta. Entrou em vigor em 16 fevereiro de 2005. O principal objetivo é que ocorra a diminuição da temperatura global nos próximos anos. Infelizmente os Estados Unidos, país que mais emite poluentes no mundo, não aceitou o acordo, pois afirmou que ele prejudicaria o desenvolvimento industrial do país.

Conferência de Bali

Realizada entre os dias 3 e 14 de dezembro de 2007, na ilha de Bali (Indonésia), a Conferência da ONU sobre Mudança Climática terminou com um avanço positivo. Após 11 dias de debates e negociações. os Estados Unidos concordaram com a posição defendida pelos países mais pobres. Foi estabelecido um cronograma de negociações e acordos para troca de informações sobre as mudanças climáticas, entre os 190 países participantes. As bases definidas substituirão o Protocolo de Kyoto, que vence em 2012.

Conferência de Copenhague - COP-15
A 15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima foi realizada entre os dias 7 e 18 de dezembro de 2009, na cidade de Copenhague (Dinamarca). A Conferência Climática reuniu os líderes de centenas de países do mundo, com o objetivo de tomarem medidas para evitar as mudanças climáticas e o aquecimento global. A conferência terminou com um sentimento geral de fracasso, pois poucas medidas práticas foram tomadas. Isto ocorreu, pois houve conflitos de interesses entre os países ricos, principalmente Estados Unidos e União Européia, e os que estão em processo de desenvolvimento (principalmente Brasil, Índia, China e África do Sul). 
De última hora, um documento, sem valor jurídico, foi elaborado visando à redução de gases do efeito estufa em até 80% até o ano de 2050. Houve também a intenção de liberação de até 100 bilhões de dólares para serem investidos em meio ambiente, até o ano de 2020. Os países também deverão fazer medições de gases do efeito estufa a cada dois anos, emitindo relatórios para a comunidade internacional.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

E Mail do Consultor - comercial@leoneservicos.com.br - Skype emidiocampos

Policia Militar de São Paulo

Policia Militar de São Paulo
Apoio Leone Terceirizações

Doação de Orgãos

Faça a campanha em seu condominio
POR QUE DOAR?A carência de doadores de órgãos é ainda um grande obstáculo para a efetivação de transplantes no Brasil. Mesmo nos casos em que o órgão pode ser obtido de um doador vivo, a quantidade de transplantes é pequena diante da demanda de pacientes que esperam pela cirurgia. A falta de informação e o preconceito também acabam limitando o número de doações obtidas de pacientes com morte cerebral. Com a conscientização efetiva da população, o número de doações pode aumentar de forma significativa. Para muitos pacientes, o transplante de órgãos é a única forma de salvar suas vidas.Saiba mais no Site:http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/transplante-de-orgaos/doacao-de-orgaos.php
Divulgação Emidio Campos:. Consultor de Segurança

Evento Jovem Brasileiro

Evento Jovem Brasileiro
Gestor de Segurança Emidio campos

Veja como aumentar a segurança do seu condomínio



Arquivo do blog

Evento Jockey Club

Evento Jockey Club
Leone Serviços

Leone Serviços de Portaria

Leone Serviços de Portaria
Treinamento Israelense

Lei 4591/64 sobre Condomínios

Lei 4591/64 sobre Condomínios
Clique na foto e Leia esta lei