Leone Serviços

Leone Serviços
Portaria Limpeza Zeladoria Motorista

Escreva abaixo para pesquisar assuntos tratados neste Site

Google+ Followers

Leia mais Noticias deste Site

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Geisy Arruda arranja confusão no condomínio e quer processar síndica







Geisy Arruda está muito indignada com a síndica do seu prédio. Tudo porque ela teria decidido multá-la em R$ 700 porque tinha uma cortina rosa.

Como a própria contou no Twitter para os seus seguidores, o condomínio pediu para que ela retirasse a cortida cor de rosa. Geisy não tirou e a síndica precisou agir.

"Acabo de saber que fui multada em R$ 700 porque me recusei a retirar minha "cortina rosa" de dentro do meu apartamento. Estou indignada", desabafou. Se você acha que tudo ficou na casa da indignação, está enganado. Geisy agora quer um bom advogado para recorrer da decisão da administração do prédio. "Será uma dor de cabeça. Alguém conhece um bom advogado ai?", escreveu.



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Condomínios exigem engenheiro para liberar reforma






Reformar um apartamento está mais complicado - e caro. Condomínios aumentaram as exigências em relação às obras internas por mais simples que pareçam. Em edifícios de alto padrão, o proprietário agora precisa apresentar planta e ter um engenheiro para acompanhar todo o processo. Há casos em que a reforma só começa após reunião de administradora, síndico e dono do imóvel. E tudo tem de ser devidamente documentado por um advogado. "Os prédios mudaram de postura e ficaram radicais quando o assunto é reforma", resume o consultor jurídico Márcio Rachkorsky.


A queda do Edifício Liberdade, no centro do Rio, em janeiro, provou que reformas mal feitas podem representar sérios riscos. E síndicos se conscientizaram de que não dá para deixar a segurança apenas a encargo do bom senso do morador. Levar uma reforma a sério significa contratar profissionais especializados e tirar na subprefeitura a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), entre outras medidas (veja ao lado). "Condôminos também estão mais atentos. Um vizinho vigia o outro. Basta alguém escutar barulho de furadeira que o interfone do síndico toca", diz Rachkorsky.

Foi por causa de um vizinho que Edgar Xavier, de 58 anos, profissional da área financeira, teve problemas na subprefeitura. Ele costuma comprar apartamentos velhos para reformar e vender. Tem até equipe para tocar as empreitadas. "Por menores que sejam as mudanças, em apartamento antigo há sempre necessidade de derrubar uma ou outra parede para ampliar ambientes. Também troco os sistemas elétrico e hidráulico, além de piso e azulejos das áreas frias."

Quando os pedreiros começaram a dar marretadas nas paredes, uma vizinha tocou a campainha de Xavier. Ele avisou que havia comunicado ao síndico sobre a reforma. Não satisfeita, ela foi à Subprefeitura de Pinheiros e fez denúncia, alegando que as modificações poderiam colocar em risco o prédio. Xavier foi chamado. Apresentou seu projeto, mas os técnicos pediram a planta original do prédio. "Era um edifício com mais de 50 anos", explica. Xavier tentou achar a construtora, mas ela não existe mais. Resolveu então continuar a obra, achando que não teria problemas. Mas se deu mal. A vizinha avisou que a reforma continuava. Os fiscais foram ao local e embargaram a obra.

Mesmo quando todas as regras são cumpridas - há até um responsável pela obra-, alguns prédios não diminuem as exigências. Foram três meses de discussões e duas reuniões de condomínio para que a arquiteta Fernanda Negrelli conseguisse aprovar o projeto da cobertura da varanda do apartamento de um cliente na Vila Leopoldina, zona oeste. "O terraço tinha cerca de 100 m². A ideia era cobrir com vidro e aproveitar para construir um salão gourmet", explica Fernanda. "Em outra área, eu tinha pensado em trocar a piscina de lugar."

Quando o projeto foi apresentado ao síndico, começaram os questionamentos. Primeiro havia dúvidas sobre o padrão da cobertura e depois se a estrutura do prédio suportaria o peso da cobertura de vidro, mesmo sendo sustentada por aço. Fernanda chamou um engenheiro calculista. Para aumentar a segurança, planejou a construção de uma viga extra, que se encaixaria na viga do prédio. "A essa altura, já tinha desistido da piscina." Ainda assim, foi exigido que o engenheiro contratado pelo condomínio acompanhasse a obra.

Pressão. Em geral, quando uma reforma começa, o síndico visita o apartamento. Alguns até tiram fotos dos ambientes antes de a intervenção começar. O retrato serve de base para checar depois da obra finalizada se o combinado foi respeitado.

"Hoje são tantas as exigências que mudei meu método de reforma", diz o arquiteto Gustavo Calazans. "Evito quebra-quebra usando revestimentos. Como passamos por um boom da construção, faltam profissionais especializados. O preço da mão de obra triplicou nos últimos cinco anos. Ficou tão complicado e caro reformar que virei adepto de soluções sustentáveis." As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Bandidos fazem família refém em condomínio









Zona Oeste de São Paulo e fizeram a família inteira refém, neste sábado, dia 28. Após a chegada da Polícia, houve tiroteio e os bandidos conseguiram fugir com uma das vítimas.


O veículo importado usado na fuga ficou com o vidro estilhaçado e várias marcas de tiro. A vítima, que não quer ter o nome divulgado, contou que pulo do carro para salvar a própria vida. Ela fraturou a perna direita e ficou com vários hematomas pelo corpo.



Emidio Campos
Instrutor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

sábado, 28 de julho de 2012

Quadrilha de "ladrões mauricinhos" roubavam condomínios



O titular da 34ª Delegacia de Polícia, em Portão, Cláudio Meirelles informou que novos depoimentos foram colhidos para o caso da quadrilha de “mauricinhos” que roubava casas avaliadas em até R$ 10 milhões no condomínio Encontro das Águas, em Lauro de Freitas.

No entanto, o delegado não revelou quantas pessoas foram ouvidas e nem quem foi ouvido. “Todos os quatro continuam presos”, destacou Meirelles. Os rapazes foram apresentados pela polícia nesta quarta (25).
Segundo a polícia, José Rafael Bahia Forte, filho de um morador do condomínio, facilitava a entrada dos demais integrantes do grupo para praticarem os crimes. Junto com José Rafael, os universitários  Igor  obo, 20, e Marcos Felipe de Jesus, o Lacerda, 20, e o auxiliar de entregas Rafael Brandão dos Santos, são acusados de cometerem ao menos sete assaltos  desde 2011.


Quadrilha roubava casas avaliadas em até R$ 10 milhões
O delegado disse que se eles se mantiverem presos finaliza o inquérito em  10 dias. “Mas, se forem soltos o inquérito pode levar 30 dias”, diz.


Emidio Campos
Instrutor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Detetive é executado dentro de condomínio






Um detetive particular foi morto a tiros e a mulher dele foi baleada na manhã desta sexta-feira (27) dentro do Conjunto Renan Baleeiro, no Cabula V. De acordo com a 23ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Tancredo Neves), o crime aconteceu por volta das 9h30, enquanto a vítima trocava o pneu do carro do casal. Marcelo Moura de Jesus, 31 anos, foi abordado por dois homens em uma motocicleta, que atiraram diversas vezes no detetive e na mulher dele, Adriana Pinto de Souza, 39, antes de fugirem.

Marcelo e Adriana moravam no condomínio onde o crime aconteceu. Os autores do disparos furaram um dos pneus do veículo do casal, e aguardaram os dois saírem de casa antes de se aproximarem das vítimas. O detetive morreu no local, mas a companheira dele foi alvejada no estômago e socorrida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde permanece internada. 
O estado de saúde de Adriana não foi divulgado pela unidade médica. Já o corpo de Marcelo será encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde deve passar por uma perícia antes de ser liberado para a família. 
As investigações realizadas pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) apontaram que Marcelo se passava por policial na região e a cerca de três meses prendeu um homem e matou outro que tentavam roubar um veículo. Apesar da polícia acreditar que isso pode ter relação com o crime, os dois motociclistas também não foram identificados pela polícia.


Emidio Campos
Instrutor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

terça-feira, 24 de julho de 2012

Presos após tentativa de arrastão em São Paulo




Dois homens foram presos na noite desta segunda-feira (23) após tentativa de assalto a apartamentos de um prédio residencial na Rua Bela Cintra, na região da Avenida Paulista, em São Paulo.
Segundo a Polícia Militar, outros dois suspeitos, um homem e uma mulher, conseguiram fugir. Os ladrões mantiveram reféns cerca de 20 moradores em um apartamento no primeiro andar do edifício.

Policiais vistoriaram os 88 apartamentos do prédio e 


encontraram vítimas assustadas. Com os suspeitos foram apreendidas duas armas, sendo uma delas calibre 12, e mochilas com pertences dos moradores. O grupo também havia roubado um carro anteriormente.
A PM ainda não tem informações de quantos apartamentos foram invadidos.



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

domingo, 22 de julho de 2012

Condomínio verde é construído em Ribeirão Preto



Deve estar pronto até 2013 o condomínio Reserva Domaine Eco Residence, em Ribeirão Preto, SP. O espaço é o primeiro condomínio fechado no Brasil a ter preocupações sustentáveis. O espaço terá 83 casas, além de áreas de lazer, salões de festa e outros espaços comuns.
Modelo das casas do condomínio (Imagem: Divulgação).
Construído pela GMR, o projeto possuí em sua concepção conceitos sustentáveis como sistema de aquecimento solar para água em todas as casas e iluminação com sensores de presença; as descargas serão instaladas com sistemas de duplo comando em todos os banheiros.
Além disso, o condomínio será entregue com um sistema de coleta seletiva de resíduos, incluindo até um espaço para óleo de cozinha.
Um dos maiores diferenciais do projeto é a instalação de um sistema híbrido de geração de energia alternativa. A GMR contratou a empresa paulista Solarterra para instalar um sistema híbrido de geração de energia limpa, utilizando um aerogerador de 5 KW e um sistema fotovoltaico de 0,81 Kw que atuarão em conjunto, permitindo economia de energia nas áreas comuns.



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Condomínio instala radar para multar condôminos


Foto ilustrativa



O polêmico radar móvel instalado dentro do residencial Aruã deve começar a multar os moradores a partir do dia 1º de agosto, de acordo com informações da administração do condomínio. A autuação para quem desrespeitar o limite de velocidade de 30 quilômetros por hora (km/h) será de R$ 300,00.
A medida foi tomada para tentar conter os apressadinhos que trafegam por aquelas ruas, em velocidade - conforme já registrado pelo próprio aparelho - de até 75 km/h. Os moradores já estão sendo flagrados pelo equipamento, mas as imagens, por enquanto, rendem apenas notificações.
A partir do dia 1º de agosto, a primeira irregularidade ainda será advertida, sendo a multa aplicada a partir da segunda infração. A terceira terá o dobro do valor, ou seja, R$ 600,00. 



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Homem mata 12 pessoas em exibição de 'Batman' em cinema dos EUA




Mãe de vítima abraça amigo de seu filho após o ataque desta sexta-feira (20) (Foto: AP)Mãe abraça amigo de seu filho após o ataque desta sexta-feira (20) (Foto: AP)










A polícia revisou para 12 o número de mortos no ataque de um atirador mascarado a uma sala de cinema lotada em um subúrbio da cidade de Denver, no estado do Colorado, nesta sexta-feira (20), durante a estreia do aguardado novo filme do Batman (“Batman - o cavaleiro das trevas ressurge”) . Cerca de 40 pessoas ficaram feridas, segundo o porta-voz Frank Fania.
Inicialmente, a polícia havia falado em 14 mortos e 50 feridos.
O atirador, que usava uma máscara de gás, abriu fogo dentro de um cinema em shopping no subúrbio de Aurora, durante a sessão da meia-noite, segundo o chefe de polícia da cidade, Dan Oates.


Antes de atirar, ele teria detonado uma bomba que produziu gás lacrimogêneo ou fumaça.
"Eles (o público) escutaram um assobio, depois uma espécie de gás surgiu e o atirador abriu fogo", explicou o policial.
Oates afirmou que o suspeito foi preso em um estacionamento atrás do cinema.
A polícia descartou a participação de outra pessoa, apontada pelos relatos iniciais, no crime.
Os motivos do ataque ainda não são conhecidos.
O porta-voz Fania disse à TV CNN que o suspeito tem cerca de 20 anos, utilizava um colete à prova de balas e estava armado com um rifle e duas pistolas, acrescentando que lançou algum tipo de dispositivo de fumaça para semear o pânico.
Segundo policiais, o suspeito foi preso em um estacionamento atrás do cinema. Ele não ofereceu resistência.
Órgãos da imprensa local identificaram o suspeito como James Holmes, de 24 anos, mas não havia confirmação oficial.
Local do tiroteio é cercado pela polícia na madrugada desta sexta-feira (20) em Aurora, no estado americano do Colorado (Foto: AP/The Denver Post, Karl Gehring)Local do tiroteio é cercado pela polícia na madrugada desta sexta-feira (20) em Aurora, no estado americano do Colorado (Foto: AP/The Denver Post, Karl Gehring)
O local do atentado foi isolado, e policiais vasculhavam a área em busca de mais explosivos.
Oates disse que o suspeito afirmou ter explosivos em sua casa.
O prédio onde ele vive foi esvaziado e estava sendo revistado.


.De acordo com a polícia, dez pessoas morreram no local, e duas morreram após serem levadas ao hospital.
É possível que entre as vítimas haja crianças.



Os tiros teriam causado confusão na plateia, que acreditava que o som das balas vinha do filme. "Pensava que era algum efeito especial", afirmou uma das testemunhas à emissora CNN.
Veja mais no vídeo:

Tiroteio e confusão
O ataque foi iniciado durante uma cena de tiroteio do filme, o que aumentou a confusão e o pânico geral, de acordo com testemunhas entrevistadas pela imprensa.
"Nós continuamos a assistir o filme por um momento", disse à ABC uma testemunha, identificada apenas como Jack. Em seguida, após se darem conta que os tiros eram reais, "todos entraram em pânico".
A CNN citou uma testemunha dizendo que havia visto um "homem subindo vagarosamente as escadas e atirando, escolhendo pessoas aleatórias".
As pessoas começaram a correr em direção a saída do cinema enquanto os policiais chegavam ao local e gritavam "abaixem-se", segundo uma outra testemunha, Banjamin Fernandez, de 30 anos, citado pelo jornal local "Denver Post".
A polícia não forneceu informações sobre as vítimas, mas o filme (recomendado para maiores de 13 anos nos EUA) atraiu um público majoritariamente adolescente e jovem.
Muitos cinemas dos EUA organizaram sessões especiais à 0h desta sexta-feira para a estreia do filme, que prevê arrecadar milhões de dólares em receitas.
Homem chora em frente a hospital após o tiroteio em cinema de Aurora, no estado americano do Colorado, nesta sexta-feira (20) (Foto: AP)Homem chora em frente a hospital após o tiroteio em cinema de Aurora, no estado americano do Colorado, nesta sexta-feira 









Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

terça-feira, 17 de julho de 2012

Sargento candidato quer transformar bairros em "condomínios fechados"




Sargento candidato quer transformar bairros em
Fechar os bairros de Cuiabá e transformá-los em condomínios com guaritas e segurança privada. Esta a bandeira de campanha do sargento da Polícia Militar Juarez Pereira Vidal, que disputa este ano pela primeira vez a eleição para vereador em Cuiabá.

Segundo ele, uma viatura policial precisa fazer rondas em até cinco bairros ou mais, isso quando não está atendendo uma ocorrência. Com os bairros fechados, com guarita e seguranças, as viaturas policiais poderiam estar em outros locais e em maior número de rondas.

“Para entrar nos condomínios, todos precisam ser identificados. Se contarmos que cada condomínio precisará no mínimo de três seguranças, então estaremos criando, com esse projeto, mais de cinco mil empregos diretos”, exemplifica.

Segundo Vidal, nos 20 anos em que atua na segurança pública, no policiamento operacional em viaturas ou no Serviço de Inteligência, já viu centenas de famílias terem suas residências invadidas e alvo de bandidos.

‘‘Fui em centenas de residências onde seus moradores foram vítimas de roubos e sei o quanto é triste e apavorador, precisamos nos organizar, essa será a minha contribuição’’, finalizou.

Bairros onde o projeto pode ser implantado

Todos bairros como Boa Esperança, Morada do Ouro, Shangri-lá, Jd. Califórnia, Santa Cruz, Santa Rosa, Jd. Tropical, Jd. Petrópolis, Altos do Coxipó, Jd. Imperial, Jd. Universitário, Flamboyant, Jd. Santa Amália, Jd. Itália, Bosque da Saúde, Jd. das Américas, Jd. Guanabara, entre outros.



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Cai o número de ações por inadimplência em condomínios





SÃO PAULO - O número de ações por falta de pagamento de condomínio na cidade de São Paulo caiu 23,67% no mês de junho.
De acordo com o levantamento feito pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) e divulgado nesta terça-feira (17), no mês passado foram ajuizadas 777 ações, contra 1.018 registradas no mês de maio.
Se comparado ao mesmo mês do ano passado, a queda foi de 0,13%. Naquele mês, foram registrados 778 casos.
Por outro lado, o levantamento revela que houve aumento de 13,09% na comparação entre o primeiro semestre deste ano com o do ano passado. Nos primeiros seis meses de 2012 foram ajuizadas 5.314 ações, contra 4.699 registradas no mesmo período do ano passado.
Panorama
De acordo com o vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP, Hubert Gebara, os resultados confirmam a tendência de queda para este ano. Segundo ele, essa tendência havia sido interrompida no mês passado.
O vice-presidente afirma que as pessoas estão mais preocupadas em regularizar suas pendências e por isso houve queda no número de ações. “Sem dúvida, a maior facilidade oferecida ao inadimplente para renegociar dívidas contribuiu para a retração. O acordo é vantajoso para as duas partes – condomínio e condômino –, pois uma ação de cobrança dessa natureza pode levar vários anos para ser resolvida.”, afirma.
Outro fator também apontado por Gebara é a Lei 13.160, em vigor desde julho de 2008. “A possilidade de protesto de boleto do condomínio tem conseguido frear a inadimplência”, comenta.
Na tabela abaixo é possível observar o número mensal de ações registradas nos últimos 12 meses:
Mês/AnoAções Variação frente
ao mês anterior 
Junho/2011778-15,33%
Julho/201193720,44%
Agosto/2011877-6,40%
Setembro/20111.00414,48%
Outubro/2011978-2,59%
Novembro/2011873-10,74%
Dezembro/2011579-33,68%
Janeiro/201288853,36%
Fevereiro/20129112,6%
Março/20121.18930,52%
Abril/2012531-55,3%
Maio/20121.01091,7%
Junho/2012 777-23,67%



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Criminosos armados fazem arrastão em condomínio






Criminosos armados e encapuzados invadiram um condomínio fechado em Jacareí, na noite deste domingo, e fizeram duas famílias reféns por quase duas horas.  O caso ocorreu por volta das 23h30.


Cinco homens arrombaram uma das casas do residencial Mirante do Vale e renderam os donos.  Enquanto dois criminosos vasculhavam os cômodos, o restante do bando se dirigiu para a residência ao lado para assaltar uma segunda família. Depois de recolherem joias, relógios e dinheiro, os bandidos fugiram no veículo de uma das vítimas, um Honda Civic preto. Na saída, ainda levaram a arma e um radiocomunicador do vigia. 

O veículo usado na fuga foi achado horas depois no bairro Campo dos Alemães, na zona sul de São José. A Polícia Civil  vai pedir as imagens do circuito de segurança do condomínio. “Um dos assaltantes disse para as vítimas do assalto que eles já estavam escondidos no local desde as 6h”, afirmou o delegado Tális Prado Pinto, da Delegacia Seccional de Jacareí.




Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Adolescente é assassinado em condomínio por causa de drogas





Foto- David Martins - Paraiba.com.br
Um adolescente de apenas 17 anos de idade foi perseguido e assassinado a tiros no final da noite de domingo (15) em João Pessoa. O crime aconteceu por volta da meia noite, no conjunto Mangabeira.
De acordo com a polícia, Júnior Tomaz da Costa estava dentro do condomínio Girassol, na Rua Alfredo Ferreira da Rocha, quando foi surpreendido por desconhecidos que já chegaram atirando.
O adolescente ainda tentou escapar na bicicleta, mas foi perseguido, alcançado e atingido com vários disparos vindo a falecer no quintal de uma residência.
Durante as investigações a polícia descobriu que o adolescente residia na comunidade Cracolândia, em João Pessoa e deve ter vindo a Mangabeira para comprar drogas.




Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Famílias são feitas reféns em condomínio




Duas famílias foram feitas reféns, na noite do último domingo (15), em Jacareí. De acordo com a polícia, cinco homens armados e encapuzados invadiram o condomínio Mirante do Vale e entraram na primeira residência pelos fundos. Após anunciar o assalto, os ladrões amarraram a família e roubaram um relógio avaliado em R$ 60 mil, dinheiro (sendo uma quantia em dólar e em euro), além de um carro. 

Enquanto alguns praticavam o roubo, outros entraram na residência vizinha e renderam a família. Depois da ação, os bandidos usaram o carro da primeira família para fugir com todos os objetos. 

Os ladrões ainda roubaram a arma e o rádio comunicador do vigilante do condomínio. Por enquanto, ninguém foi preso.


Emidio Campos
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Condomínio desaba no Egito e mata pelo menos dez



Equipes de resgate buscam sobreviventes debaixo de escombros de prédio que desabou na Alexandria
Foto: AP

Pelo menos dez pessoas morreram com o desabamento de um prédio de 11 andares na cidade litorânea de Alexandria, a segunda mais importante do Egito. Segundo informações do Ministério da Saúde, outros 21 feridos foram resgatados dos escombros e encaminhados para hospitais da região, com ossos quebrados e asfixia.

Com a queda do prédio, outras três construções próximas foram atingidas e também sofreram danos. As buscas por outras vítimas continuam, e moradores têm auxiliado autoridades na operação.
De acordo com moradores vizinhos, o prédio não teria fundamentos suficientes para suportar o peso da construção. Nos últimos dias, os vizinhos ouviam barulho de rachaduras vindo da estrutura, o que já anunciava a tragédia.
Os moradores ainda acusam o senhorio de ter construído andares além do permitido para receber mais moradores. Como o preço dos imóveis em Alexandria e em Cairo é elevado, construtores buscam aumentar seu lucro adicionando níveis aos prédios, muitas vezes ignorando as regras de engenharia.
Em 2007, três pessoas morreram na queda de um prédio de 12 andares, também em Alexandria. No caso, as autoridades já teriam percebido o risco da construção e ordenado a remoção dos últimos dois andares por questão de segurança, o que não chegou a ser feito.
No ano seguinte, uma construção de quatro andares na cidade desabou durante a noite, causando a morte de 11 moradores, que estavam dormindo e não conseguiram escapar.



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Piso racha e prédio é evacuado em Campinas



Prédio é evacuado após piso apresentar rachadura em Campinas (Foto: Reprodução EPTV)Prédio é evacuado após piso apresentar rachadura
em Campinas


A Defesa Civil precisou evacuar um prédio comercial na Avenida Barão de Itapura, no bairro Botafogo, em Campinas (SP), na manhã desta segunda-feira (16), depois que uma sala no 4º andar apresentou problemas no piso e rachaduras. Cerca de 400 pessoas tiveram que sair do edifício para que técnicos e bombeiros fizessem uma vistoria.
O prédio chegou a ser interditado e a área isolada, mas foi liberado após a análise de que não apresentava problemas estruturais.



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Os Super Condomínios e suas Super Receitas




Uma tendência imobiliária cada vez mais comum nas grandes cidades, os complexos residenciais com mais de 220 unidades, que contam com áreas de lazer, piscinas, bares, sala de jogos, lojas de serviços, espaços gourmet e até cinema.


Toda esta facilidade como não poderia deixar de ser, tornaram os lançamentos dos grandes Condomínios rapidamente um sucesso de vendas.
Um grande Condomínio requer de seus construtores, atenção especial de infra-estrutura, no que diz respeito a ligações das redes de esgoto, eletricidade, gás, telefonia e internet e requer de seus morados uma administração condominial diferenciada, profissionalizar a gestão é questão "sine qua non" para a manutenção deste complexo.
Nos Condomínios com mais de 220 unidades, as Receitas anuais ultrapassam facilmente a casa de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais).
Este orçamento milionário deve ser acompanhado de perto, tornando quase utópica e saudosista a imagem do morador aposentado que ocupava a função de síndico/administrador.
Administrar números desta relevância requer cada vez mais dos condôminos a contratação de profissionais do assunto.






Grande parte destes Super Condomínios, inclusive já conta com Auditoria Preventiva e Permanente de suas contas, cujos serviços sinalizam e orientam quando algo não está em conformidade com a legislação, de forma a tornar todo o processo transparente, evitando a responsabilidade isolada do grupo pequeno de moradores que exerce as funções nos diversos Conselhos.
"Atualmente, cerca de 80% de nossos clientes são, o que costumamos chamar de "minicidades", aplicamos este neologismo em Condomínios cujo padrão ultrapassa as 200 unidades" afirma Mauricio da Costa, Presidente da Indep Auditores, uma empresa com 40 anos de mercado, que abriu um de seus braços exclusivamente para atender o segmento de Condomínios.
Muitos condôminos, que por questões de tempo não participam ativamente da administração do seu Condomínio não imaginam estes valores elevados circulando diariamente.



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Rateio em condomínios de ruas fechadas

Valterci Santos/Gazeta do Povo / Rua fechada: mais de 2,5 mil ruas poderão ficar assim.

A questão das organizações de moradores, conhecidas popularmente como “condomínios de fato”, tem dividido opiniões entre advogados. A exigência de que proprietários de imóveis em ruas que foram fechadas pelos vizinhos paguem por serviços como vigilância e coleta de lixo mesmo sem terem optado por isso tem levado diversas ações à Justiça.
“Condomínios de fato” nascem da organização de moradores de uma determinada área que passam a administrar e zelar por um perímetro, devido à falta de atendimento público de coleta de lixo, de segurança, de abastecimento de água ou de outras necessidades. As discussões surgem quando há moradores que não concordam com o pagamento das taxas de rateio dos serviços, mas, de alguma maneira, continuam a usar as benfeitorias.
A maioria das decisões de primeiro grau diz que os moradores que se omitem ao pagamento das despesas em comum estão obtendo vantagens advindas dos serviços feitos em prol da comunidade, o que configura enriquecimento ilícito.
Para o especialista em Direito Imobiliário Jacques Bushatsky, do escritório Advocacia Bushatsky, a postura da maioria dos juízes tem sido a de condenar os "inadimplentes". “Se a associação consegue provar que não há exagero na cobrança que está sendo realizada e se todas as contas tiverem sido prestadas, os juízes têm entendido que a falta de pagamento é ilícita”, explica.
Já segundo Katia Cristina Millan, do escritório Moreau & Balera, as cortes superiores têm decidido o inverso. “Elas entendem que uma associação de moradores, qualificada como sociedade civil sem fins lucrativos, não tem autoridade para cobrar nenhum tipo de taxa ou contribuição de quem não é associado, já que tais entidades não podem ser equiparadas a condomínios para efeitos legais”, afirma.
Entendimento semelhante é aplicado aos casos de loteamentos em que não existem áreas particulares ou áreas comuns de uso coletivo dos proprietários. “O Código Civil estabelece que ‘para a instituição ou constituição de um condomínio sobre coisa imóvel, é imprescindível a aquisição, através do competente registro no ofício imobiliário, de um bem imóvel comum por diversos proprietários", explica Katia.
O Supremo Tribunal Federal decidiu nesse sentido no ano passado, como noticiou a ConJur. De acordo com a 1ª Turma da corte, o pagamento de mensalidade a associação depende da livre e espontânea vontade do cidadão de se associar ou não à entidade.
Eduardo Lopes Barbosa, do escritório Moura Tavares Figueiredo Moreira e Campos Advogados, diz que a questão controversa ainda não tem decisão uniforme entre o Supremo Tribunal Federal e Superior Tribunal de Justiça, mas que já é possível chegar a algumas conclusões. “A cobrança deve ser feita de forma a não exigir o ingresso do morador na associação, pois isso é que é proibido. O correto é a cobrança ser feita de forma que o não pagamento configure enriquecimento ilícito”, diz.
Prevenção de processos
Para evitar que mais litígios dessa natureza ocorram, os especialistas alertam as associações para que, antes de iniciar qualquer benfeitoria, verifiquem com as prefeituras locais se o que pretendem é lícito e qual é a melhor forma de fazê-lo. Outra orientação, tanto a moradores quanto às associações, é que procurem especialistas da área para avaliar a viabilidade ou implicações das medidas.
Quanto aos moradores, os advogados recomendam que fiquem atentos aos tipos de formatação das associações, além de conferir se o dinheiro que é arrecadado está sendo devidamente aplicado nos serviços contratados. Àqueles que não desejam pagar pelos serviços, o conselho é o mesmo. “Cabe ao morador, mesmo que não seja associado, não ignorar a existência dos problemas, como a coleta de lixo, segurança das casas, por exemplo. A maciça maioria das associações tem as contas em ordem. Então, o ideal é que haja o acompanhamento das contas, ver onde está sendo gasto o dinheiro, como se fosse um condomínio regularizado de casas. Enquanto os serviços públicos não suprirem isso, não vai ter outro jeito”, diz Bushatsky.



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

E Mail do Consultor - comercial@leoneservicos.com.br - Skype emidiocampos

Policia Militar de São Paulo

Policia Militar de São Paulo
Apoio Leone Terceirizações

Doação de Orgãos

Faça a campanha em seu condominio
POR QUE DOAR?A carência de doadores de órgãos é ainda um grande obstáculo para a efetivação de transplantes no Brasil. Mesmo nos casos em que o órgão pode ser obtido de um doador vivo, a quantidade de transplantes é pequena diante da demanda de pacientes que esperam pela cirurgia. A falta de informação e o preconceito também acabam limitando o número de doações obtidas de pacientes com morte cerebral. Com a conscientização efetiva da população, o número de doações pode aumentar de forma significativa. Para muitos pacientes, o transplante de órgãos é a única forma de salvar suas vidas.Saiba mais no Site:http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/transplante-de-orgaos/doacao-de-orgaos.php
Divulgação Emidio Campos:. Consultor de Segurança

Evento Jovem Brasileiro

Evento Jovem Brasileiro
Gestor de Segurança Emidio campos

Veja como aumentar a segurança do seu condomínio



Arquivo do blog

Evento Jockey Club

Evento Jockey Club
Leone Serviços

Leone Serviços de Portaria

Leone Serviços de Portaria
Treinamento Israelense

Lei 4591/64 sobre Condomínios

Lei 4591/64 sobre Condomínios
Clique na foto e Leia esta lei