Leone Serviços

Leone Serviços
Portaria Limpeza Zeladoria Motorista

Escreva abaixo para pesquisar assuntos tratados neste Site

Google+ Followers

Leia mais Noticias deste Site

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Escolta Armada





Escolta Armada 

A Escolta Armada com equipes treinadas e capacitadas, contamos com uma estrutra sólida, eficiente e um know how de décadas de experiência. frota de veículos novos e rastreados por sistemas via satélite com cobertura nacional; Equipe altamente qualificada, treinada e preparada para as exigências do cotidiano. 


Armamento e Coletes adequados e tecnologia de ponta proporcionam o sucesso das operações, com índice ZERO de ocorrências. A capacidade de atender as solicitações num tempo que otimize as operações garantem a satisfação do cliente





Monitoramento em nossa Central Operacional

A Central de Monitoramento da Segurança acompanha as suas operações desde o embarque até a entrega. Os operadores responsáveis por todo o processo trabalham com número reduzido de missões, são treinados e preparados para melhorar o desempenho de cada operação. A tecnologia empregada e todos equipamentos utilizados são de última geração e passam por atualizações constantes.




Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Criminosos invadem condomínio disfarçados de policiais em SP


Criminosos armados com fuzis sequestraram um funcionário e se passaram por policiais para invadir um condomínio de luxo em São Paulo. Este foi o 21º arrastão do tipo este ano na capital.

Na ação, um vigilante do condomínio foi sequestrado pelos bandidos e obrigado a abrir o portão para a quadrilha. Ao todo, 18 homens armados com fuzis e pistolas semi-automáticas participaram da invasão. Alguns, com algemas e distintivos, se passaram por policiais para render os moradores.

A quadrilha assaltou duas das oito casas do condomínio, cada uma avaliada em R$ 1 milhão. Os ladrões já tinham roubado jóias, dinheiro e um carro blindado de um morador, quando a PM chegou. Houve tiroteio, mas ninguém se feriu e o grupo conseguiu fugir. As câmeras não gravaram o crime porque fazem apenas o monitoramento.

Este foi o 21º arrastão a condomínios na cidade de São Paulo em 2010, o mesmo número registrado em todo o ano passado. Segundo a polícia, uma das principais táticas das quadrilhas é se passar por policiais para invadir casas e edifícios.

Em setembro, três bandidos entraram em um prédio em São Paulo com uma viatura clonada da Polícia Civil e usando uniformes da corporação. Eles subiram com um falso mandado judicial até um apartamento. O roubo só não deu certo porque a moradora desconfiou. Em seguida, o trio foi até uma mansão, onde conseguiu convencer um funcionário a abrir a porta. As imagens exclusivas mostram um dos bandidos, que usava a mesma camiseta preta com a inscrição Polícia Civil.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Empresária sequestrada próximo ao seu condomínio


Empresária é salva após sequestro em São José

Vítima foi arrebatada no Colinas, por volta das 7h50, e libertada na zona sul da cidade




Uma história de violência que teve um final feliz. Depois de duas horas sequestrada, uma empresária de São José dos Campos conseguiu se libertar dos criminosos no Parque Interlagos, na zona sul da cidade.
O sequestro ocorreu às 7h30, em um semáforo próximo ao Residencial Colinas, condomínio  onde vive a família, dona de uma imobiliária e uma construtora no centro.
O caso foi registrado na Deas (Delegacia Especializada Anti-Sequestro). Após roubarem um Fiesta preto, momentos antes, em um lava-rápido da Vista Verde, Alexandre Luiz de Souza, 29 anos, e Márcio de Matos Leonel Júnior, 28 anos, seguiram até a rua Coronel Miguel Taquete, próximo ao condomínio da empresária.
Desceram do veículo e abordaram a vítima, Vera Lúcia Sá, que estava em um carro Santa Fé de cor prata.
sequestro/ No carro da vítima, os bandidos seguiram com ela em direção à zona sul. Motoristas que viram o arrebatamento telefonaram para a PM, que colocou o helicóptero Águia em ação.
Os bandidos deixaram a empresária amarrada dentro do carro, no Parque Interlagos, e iniciaram uma negociação de resgate com o filho da vítima.
Neste intervalo, a empresária conseguiu se soltar e pedir ajuda a uma moradora do bairro.
Sem saber que a vítima havia se libertado, os ladrões negociaram um resgate de R$ 40 mil, mas acabaram fechando acordo por R$ 8 mil.
O pagamento ficou acertado para acontecer no Km 154 da Via Dutra, próximo ao viaduto da Johnson & Johnson. Quando os sequestradores chegaram lá, foram surpreendidos pelos policiais. Alexandre foi detido e Márcio segue foragido.
A ação na Via Dutra foi flagrada por câmeras do COI (Centro de Operações Integradas). 


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Marinha apoio o Bope na retomada de morro no Rio de Janeiro

Tanques da Marinha


Equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope)  fazem uma megaoperação na região das favelas na Penha, subúrbio do Rio no final da manhã desta quinta-feira (25). Seis veículos blindados da Marinha e dois caminhões  deixaram há pouco o quartel de fuzileiros navais, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.
Assista ao video
A expectativa é que os policiais se dirijam par a Vila Cruzeiro, onde bandidos armados se concentram. O comboio da polícia,  com mais de dez veículos do Bope, chegou à região hoje cedo. O clima é de tensão na região.
Mais cedo, quatro homens em duas motocicletas tentaram utilizar um caminhão de lixo para bloquear a passagem na Rua Tenente Luís Dorneles, na entrada do Grotão, na Vila Cruzeiro. Segundo a Comlurb, os bandidos teriam ordenado que o motorista permanecesse no local bloqueando o acesso à comunidade. Ainda de acordo com a empresa, depois de dar a ordem, eles teriam deixado o local e o motorista ligou o caminhão e fugiu.
Hospital tem emergência reforçadaA Secretaria estadual de Saúde informou que reforçou o atendimento nesta quinta-feira (25) na emergência do Hospital Getúlio Vargas, na Penha, no subúrbio do Rio. Médicos do Corpo de Bombeiros foram deslocados para a unidade para atender os possíveis feridos da operação policial na Vila Cruzeiro, no mesmo bairro.
Além dessas vítimas, a Polícia Militar confirma 23 mortos em operações na cidade desde segunda-feira (22)Segundo a secretaria, desde a última quarta-feira (24), 21 pessoas que estariam na comunidade durante o confronto entre a polícia e os criminosos chegaram feridas ao hospital. Dessas, quatro morreram e três continuam internadas na unidade.
Ataques desta quinta-feira (25 de novembro de 2010)
Bombeiros foram acionados na manhã desta quinta-feira (25) para conter as chamas de um ônibus na Rua Caxambu, perto da estação do metrô de Irajá, e de outro na Rua Guiraréia, ambas no bairro de Rocha Miranda, no subúrbio do Rio. Eles chegaram a confirmar os dois veículos incendiados, mas, ao chegarem à Rua Guiraréia, os bombeiros encontraram apenas pneus em chamas, e não um ônibus.
Policiais do 9º BPM (Rocha Miranda) ainda não confirmaram se os incêndios foram criminosos ou não. Não há informações sobre vítimas.
Nesta madrugada, foram outros 4 ataques em diferentes pontos do estado e deixaram uma pessoa ferida, totalizando 5 veículos incendiados nesta quinta (25). Segundo a Polícia Militar, os ataques foram registrados na Penha, no subúrbio; em Mesquita, na Baixada Fluminense; em Laranjeiras, Zona Sul; e na Barra da Tijuca, Zona Oeste. Desde segunda-feira (22), já foram registrados 42 incêndios em carros, vans, ônibus e caminhões.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Bope com blindados da Marinha sobem o morro no Rio de Janeiro




Tanques da MarinhaBlindados da Marinha auxiliam Bope (Foto
Reprodução/TV Globo)
Segundo a secretaria, desde a última quarta-feira (24), 21 pessoas que estariam na comunidade durante o confronto entre a polícia e os criminosos chegaram feridas ao hospital. Dessas, quatro morreram e três continuam internadas na unidade.
Além dessas vítimas, a Polícia Militar confirma 23 mortos em operações na cidade 




O delegado Rodrigo Oliveira, subchefe operacional da Polícia  Civil, disse, por volta das 17h40 desta quinta-feira (25), que a Vila Cruzeiro, na zona norte do Rio de Janeiro, "agora pertence ao Estado e à sociedade carioca". A favela está ocupada por aproximadamente 200 policiais civis e militares - o Bope (Batalhão de Operações Especiais) também continua no local.
Ainda segundo o delegado, as operações continuam a ser realizadas na comunidade para que se alcance todos os objetivos. Ele disse ter presenciado cenas violentas nesta quinta, que caracterizou como um "dia histórico", como carros e caminhões queimados. Ele afirmou ter visto várias marcas de sangue, mas ainda não confirmou mortos.
- Muitos criminosos se deslocaram para o complexo do Alemão, mas ainda há bandidos na Vila Cruzeiro. Os chefes já saíram da Penha.
Os cinco blindados da Marinha que estavam na operação saíram da comunidade e foram para o batalhão de Olaria (16º BPM).

Ônibus incendiadoBombeiro tenta conter as chamas do ônibus na rua Caxambu nesta quintaEmidio CamposGestor de Segurançahttp://segurancadecondominio.blogspot.com

Fuga de Bandidos no Rio de Janeiro



A entrada de 350 policiais na Vila Cruzeiro, na Penha, no subúrbio do Rio, provocou a fuga em massa de criminosos da comunidade. Sob ataque da polícia, eles fugiam por uma estrada no alto da favela a pé, em motos e picapes. Imagens gravadas de um helicóptero mostraram mais de cem homens entrando fortemente armados na mata, numa via que seria um dos acessos para o Conjunto de favelas do Alemão, na mesma região. Pelo menos dois deles foram atingidos enquanto tentavam fugir, mas foram resgatados pelos próprios comparsas.
Momentos depois foi possível ver alguns dos bandidos chegando tranquilamente na comunidade. 
Um outro vídeo mostra o grupo se escondendo atrás de uma pedra e, na sequencia, tentando alcançar um acampamento do tráfico montado na mata.
Mais de uma hora depois de a polícia entrar na Vila Cruzeiro, na Penha, no subúrbio do Rio, a megaoperação ganha reforço para uma nova fase na ocupação. São mais de 200 policiais civis, três blindados da Marinha, totalizando nove desde esta manhã, e quatro caveirões do Bope. Além de agentes, eles levam reforço de munição.
Policiais do Bope retiraram um caminhao que bloqueava uma das ruas da favela. Mais cedo, um policial e um jovem, de 21 anos, ficaram feridos na região.
A polícia entrou nesta quinta na Vila Cruzeiro para prender criminosos que, segundo serviços de inteligência, deixaram comunidades pacificadas chamadas UPPs, as Unidades de Polícia Pacificadora.
A ação da polícia foi liderada pelo Bope, o Batalhão de Operações Especiais, usou ao menos 150 homens e teve o apoio da Marinha, que cedeu seis blindados.

O balanço mais recente da PM indica que 14 veículos foram incendiados nesta quinta. Desde domingo (21) até as 11h30 desta quinta, a PM contabiliza 55 veículos queimados, 55 presos, 121 detidos, 29 armas curtas apreendidas, além de 11 fuzis, 2 espingardas e 5 granadas.Desde domingo, o Rio de Janeiro vive uma onda de violência, com arrastões, veículos queimados e ataques a forças de segurança. Segundo o governo do Rio, é uma reação à política das UPPs, quando a polícia ocupa áreas antes dominadas por criminosos. Desde 2008, 13 dessas unidades foram instaladas na cidade.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Blindados da Marinha tomam conta do Rio de Janeiro



Blindados é só a primeira dose, diz Beltrame (Tasso Marcelo/AE)

Secretário de Segurança do Rio fiz que apoio é estratégico. 
Armamentos reforçam a polícia em megaoperação na Zona Norte do Rio.


O secretário de Segurança Pública do estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, disse na manhã desta quinta-feira (25), em entrevista à rádio CBN, que o movimento de veículos blindados na região da Penha, Zona Norte do Rio, é "a primeira dose" do apoio da Marinha à polícia do Rio. "Este movimento de blindados faz parte da colaboração da Marinha. Foram para a Zona Norte para que transportemos tropas para aquela região. Daí para frente o que vier é estratégia, e não posso revelar para não colocar a população em risco", disse Beltrame.
Equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e fuzileiros navais fazem uma megaoperação na região das favelas na Penha, subúrbio do Rio no final da manhã desta quinta-feira (25). Seis veículos blindados da Marinha e dois caminhões com fuzileiros deixaram logo cedo o quartel de fuzileiros navais, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Beltrame diz que o uso de equipamentos da Marinha é fundamental para a operação de combate à criminalidade.
Leia mais em Mias Informações

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Condômino mata Ladrão de condomínio de luxo em São Paulo



Um homem foi morto durante assalto a um condomínio de luxo no centro de São Bernardo. Ele é suspeito de participar de uma quadrilha especializada neste tipo de crime e foi baleado pela própria arma durante luta com um dos moradores.
Por volta das 23h de sábado, seis criminosos invadiram a garagem do prédio que fica na rua Tomé de Sousa. A quadrilha tinha um controle remoto que permitiu a abertura do portão da garagem para o grupo que estava em uma Fiat Stilo e um Volkswagen Golf.
Parte do bando permaneceu na garagem para dominar os moradores que chegavam ou saiam do prédio. Mas dois ladrões seguiram até a guarita e renderam os porteiros.
Um dos moradores desconfiou de um carro parado em sua vaga na garagem e foi abordado por um dos suspeitos quando tentava falar com os vigias.
O homem se atracou com o ladrão. Durante a briga, o revólver calibre 38 do assaltante teria caído no chão e disparado. Marcelo dos Santos Silvino, 24 anos, foi atingido e levado ao Pronto Socorro Central, onde morreu.
O morador escapou, apesar dos vários tiros disparados pela quadrilha, que fugiu sem levar nada. Os criminosos abandonaram o Stilo na rua João Pessoa com uma espingarda calibre 38 dentro.
Foram encontrados rolos de fita adesiva, braçadeiras e toucas usadas pelos assaltantes. Hoje a polícia deverá receber as imagens do circuito interno de segurança do condomínio para tentar identificar o grupo.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Prédio de Taiwan é árvore tecnológica


Prédio de Taiwan é árvore tecnológica


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Homem escala prédio, invade apartamento, dorme e é liberado

me_ve_03.gif (5319 bytes)

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu na manhã desta segunda-feira um homem que escalou e invadiu um prédio na Asa Sul, área nobre de Brasília. Ele foi encontrado dormindo de cueca na despensa pelo proprietário do apartamento invadido, que acionou a polícia.
O homem declarou ser usuário de crack. Ao seu lado, foi encontrada uma faca utilizada para cortar a rede de proteção do apartamento, que fica no segundo andar do edifício.
A polícia informou que o proprietário preferiu não registrar a ocorrência e o homem foi liberado.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Prédio em risco pode cair e causar efeito dominó



























O edifício n.º 275, que ontem foi evacuado, começou a ruir. 
Uma residência universitária, no prédio ao lado, foi evacuada.
Já há pouco a fazer pelo prédio n.º 275 da Avenida 5 Outubro, em Lisboa - Portugal. Durante a noite de ontem, o lado esquerdo do imóvel começou a ruir, devido à chuva e à cedência da fachada de andaimes que suportava o prédio. A instabilidade do imóvel está a reflectir-se no quarteirão.
As fendas, as portas empenadas e o desnível que o edifício apresenta, são bem visíveis do exterior. O agravamento da situação está a ameaçar os prédios contíguos. A residência da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, situada no prédio vizinho foi evacuada. No imóvel de cinco andares viviam 40 pessoas, entre estudantes e professores daquela universidade.
A desconfiança de que algo de errado se estava a passar na residência começou no fim-de-semana, quando os alunos ouviram vidros a partir e estrondos nos quartos. Por isso, decidiram dar o alerta à Protecção Civil. Como medida de precaução, a entidade decidiu evacuar o edifício, para garantir a segurança dos moradores.
A confusão instalou-se, tendo algumas pessoas mais sensíveis entrado em pânico. "Estávamos com medo e até algumas pessoas entraram em pânico devido à situação", informou Inês, uma das moradoras do 3.º andar da residência, ao DN.
 Os estudantes foram encaminhados para a Câmara Municipal de Lisboa, onde permaneceram até às 00.00. Seguiram depois para um hotel Ibis, na Praça de Espanha, onde pernoitaram.
Durante a manhã de ontem, a equipa da Protecção Civil realizou uma vistoria à residência e manteve as restrições, não existindo uma data estipulada para terminarem, afirmou Vítor Pereira, director da Protecção Civil à Lusa.
Os estudantes estiveram no local e pelas 15.00 começaram a retirar os seus bens, operação que decorreu de forma tranquila e ordenada."A Protecção Civil tem-nos ajudado, até trouxe mantas para nos aquecermos, enquanto estamos a retirar as nossas coisas", disse Inês, ao DN, acrescentado que "a Universidade Lusófona também tem ajudado".
Os estudantes foram transportados num autocarro da universidade para uma Pousada da Juventude, em Picoas, onde foram realojados. A farmácia que se situa no rés-do-chão do prédio também foi evacuada por prevenção.
Os moradores do prédio n º 275 estão desesperados sem saber o que irá acontecer ao edifício e aos seus bens. O acesso ao prédio está limitado devido ao seu mau estado. O trânsito esteve cortado nas duas vias da avenida durante todo o dia. 






























Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Condomínios de luxo se unem a pescadores contra Eike Batista



Moradores do principal balneário de luxo de Florianópolis --onde casas custam até R$ 6,5 milhões-- estão se unindo a pescadores e ambientalistas contra um projeto do empresário Eike Batista nas proximidades da praia de Jurerê, litoral catarinense.
Eike pretende construir um estaleiro para navios de petróleo em Biguaçu. A obra ficaria na mesma baía onde está a praia e, dizem os ambientalistas, ameaça a fauna marinha e poluiria o mar.
A divisão local do ICMBio, órgão do governo federal, rejeitou finalizar o licenciamento ambiental por entender que o estaleiro afetaria também reservas ecológicas.
O caso virou prioridade para políticos locais, que pressionam os Ministérios do Meio Ambiente e da Pesca pela obra. Enquanto isso, os moradores organizam manifestações e contatam deputados e órgãos de governo.
Um dos diretores da Associação Jurerê Internacional, Gerson Dalcanale, diz que, em uma assembleia no bairro, quase todos se declararam contrários ao estaleiro.
O medo é que dragagens e o trânsito de embarcações nas proximidades prejudiquem a praia. "Não há muita clareza nos estudos sobre as consequências", diz.
Frequentada por celebridades, Jurerê Internacional é uma espécie de condomínio de luxo aberto. Moradores pagam mensalidade para que as ruas sejam cuidadas e casas não têm grades.
Moradores de praias vizinhas, como Daniela e Sambaqui, também são contrários à obra. Em julho, uma audiência pública teve manifestações e confusão.
OUTRO LADO
O projeto de Eike é orçado em R$ 3 bilhões. A empresa fala em levar o empreendimento para o Rio. Uma decisão sobre o licenciamento pode ocorrer ainda este mês.
O grupo EBX afirma que o estaleiro vai gerar impacto por ser um empreendimento de grande porte, mas que há uma série de ações de contraponto a isso. E ressalta a geração de empregos --estimada em 4.000 diretos-- e a previsão de ações sociais.
O EBX diz que já investe em ações de monitoramento de fauna e flora e até em um programa para contribuir na preservação de botos. Fala ainda em manter uma discussão "de ordem técnica".
Empresas do grupo também já sofreram para obter licenças. No Ceará, as obras de uma termelétrica foram interrompidas e, em Mato Grosso do Sul, a MMX foi multada por uso de madeira ilegal.


Quem é Eike Batista? Leia mais em Mais Informações

Quadros falsos são apreendidos no condomínio Riviera de São Lourenço

Polícia investiga venda de quadros falsificados por galeria de arte em São Paulo; oito obras foram apreendidas
Uma galeria de arte está sendo investigada sob suspeita de venda de obras falsificadas. Oito quadros com suposta autoria atribuída ao artista plástico Aldemir Martins, que morreu em 2006, foram apreendidos pelos policiais do Deic (Departamento de Investigações sobre Crime Organizado).
Segundo nota do Deic, na sexta-feira passada (5), um quadro foi interceptado no momento da entrega, no bairro da Aclimação (região central) e outros quatro recolhidos no interior da galeria responsável pelas vendas no condomínio Riviera


de São Lourenço, em Bertioga (118 km de São Paulo).

Elas tiveram a autenticidade negada pelo Estúdio Aldemir Martins, dirigido pelo filho do artista, Pedro Martins. O agroempresário informou que receberia mais uma pintura na última sexta. O furgão da galeria foi interceptado pelos policiais e a obra Cangaceiro, de 2000, recolhida para análise.Durante as investigações, uma equipe da Delegacia de Repressão a Crimes Cometidos Contra Fé Pública, identificou um agroempresário, de 50 anos, proprietário de três obras suspeitas de falsificação e adquiridas na galeria. Os quadros intitulados Mullher, datado 2000, e dois com o nome de Gato, de 2000 e 2001, estavam com certificado de autenticidade supostamente assinado pelo próprio artista, além de firma reconhecida em cartório.
Segundo representantes do espólio, Martins deixou de pintar esse personagem há, pelo menos, uma década antes de morrer.
O proprietário da galeria foi procurado pelos policias, que apreenderam pinturas acrílicas sobre tela, gravuras e notas fiscais relativas às transações e documentos. Ele deverá se apresentar na Delegacia nos próximos dias. O material recolhido foi enviado para o Instituto de Criminalística.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Policial do Bope reage a tentativa do assalto no condomínio e mata suspeito

bope-policial-do-Batalhao-de-Operacoes-Especiais-simbolo-brasao-marca
Um policial militar do Bope (Batalhão de Operações Especiais) levou um tiro no pé esquerdo, nesta quinta-feira (11), ao reagir a uma tentativa de assalto no condomínio onde mora, na região de Irajá (zona norte). Ele matou um dos suspeitos.


Um policial militar do Bope (Batalhão de Operações Especiais) levou um tiro no pé esquerdo, nesta quinta-feira (11), ao reagir a uma tentativa de assalto no condomínio onde mora, na região de Irajá (zona norte). Ele matou um dos suspeitos.

Segundo a assessoria da Polícia Militar, o policial, de 33 anos, cujo nome não foi revelado, trocou tiros com dois suspeitos que acabara de ver entrar no condomínio.
O policial baleou os dois suspeitos, e um deles morreu no local. O outro foi levado para o hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha, a 7 km do local do condomínio onde houve o tiroteio. Após medicado, ele foi encaminhado para a 38ª DP (Brás de Pina), onde o caso foi registrado.
O policial do Bope também foi encaminhado para atendimento médico.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Bando faz arrastão perto de quartel da PM em Higienópolis


Dois apartamentos de um prédio na rua Pernambuco, em Higienópolis (região central de São Paulo), foram roubados por uma quadrilha de sete ladrões, às 20h15 de quarta-feira 


Para conseguir burlar o sistema de segurança do prédio, os criminosos vestiam terno e gravata. Após simular serem visitantes, eles renderam o porteiro, se dividiram e entraram pela garagem e pelo saguão principal do lugar.
Cinco ladrões invadiram o prédio e dois ficaram do lado de fora, em dois carros, preparados para a fuga.
De acordo com o Deic (Departamento de Investigações Sobre o Crime Organizado), responsável por investigar o roubo aos dois apartamentos, a invasão ao condomínio em Higienópolis foi o 21º caso do tipo neste ano na capital.
Para a polícia, apesar de ter conseguido invadir o prédio com certa facilidade, a quadrilha de ladrões não demonstrou ser especializada em roubos a condomínios.
A conclusão dos policiais do Deic se deve ao fato de que o ataque aos dois apartamentos do condomínio não rendeu grande valor para a quadrilha. Foram levados dois laptops, duas máquinas fotográficas, roupas, três anéis de ouro, uma bijuteria, cartões bancários e de crédito, R$ 1.840 e US$ 5.000.
A ação dos criminosos, segundo a polícia, durou cerca de uma hora. Enquanto parte da quadrilha invadia os dois apartamentos, no segundo e terceiro andares, seis moradores foram mantidos sob a mira de revólveres e pistolas. Duas dessas vítimas foram abordadas quando levavam seus cachorros para passear, ainda no hall dos elevadores.

O roubo ao condomínio da rua Pernambuco foi o segundo em menos de um mês no bairro de Higienópolis.
Na noite de 24 de outubro, 25 vítimas, entre moradores e funcionários de um prédio em frente ao shopping Pátio Higienópolis, foram mantidas reféns por criminosos armados com pistolas e fuzis.
Doze dos 17 apartamentos do condomínio, que tem uma unidade por andar e fica a 600 metros do 7º Batalhão da Polícia Militar, foram invadidos pelos ladrões, que até agora não foram presos, assim como no caso de quarta-feira na rua Pernambuco, que fica a 1,6 km do batalhão.
No começo de setembro, quatro criminosos disfarçados de investigadores de um setor da Corregedoria (órgão fiscalizador) da Polícia Civil de São Paulo, conseguiram enganar o porteiro de um prédio na rua Sergipe, também em Higienópolis, e invadiram o lugar, mas fugiram sem roubar nada.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

E Mail do Consultor - comercial@leoneservicos.com.br - Skype emidiocampos

Policia Militar de São Paulo

Policia Militar de São Paulo
Apoio Leone Terceirizações

Doação de Orgãos

Faça a campanha em seu condominio
POR QUE DOAR?A carência de doadores de órgãos é ainda um grande obstáculo para a efetivação de transplantes no Brasil. Mesmo nos casos em que o órgão pode ser obtido de um doador vivo, a quantidade de transplantes é pequena diante da demanda de pacientes que esperam pela cirurgia. A falta de informação e o preconceito também acabam limitando o número de doações obtidas de pacientes com morte cerebral. Com a conscientização efetiva da população, o número de doações pode aumentar de forma significativa. Para muitos pacientes, o transplante de órgãos é a única forma de salvar suas vidas.Saiba mais no Site:http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/transplante-de-orgaos/doacao-de-orgaos.php
Divulgação Emidio Campos:. Consultor de Segurança

Evento Jovem Brasileiro

Evento Jovem Brasileiro
Gestor de Segurança Emidio campos

Veja como aumentar a segurança do seu condomínio



Arquivo do blog

Evento Jockey Club

Evento Jockey Club
Leone Serviços

Leone Serviços de Portaria

Leone Serviços de Portaria
Treinamento Israelense

Lei 4591/64 sobre Condomínios

Lei 4591/64 sobre Condomínios
Clique na foto e Leia esta lei