Leone Serviços

Leone Serviços
Portaria Limpeza Zeladoria Motorista

Escreva abaixo para pesquisar assuntos tratados neste Site

Google+ Followers

Leia mais Noticias deste Site

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Home-office deve respeitar regras condominiais





Morar em uma cidade como São Paulo requer muita paciência com o trânsito caótico e a violência urbana. Como forma de driblar as artimanhas desta selva de pedras, muitas empresas permitem que os colaboradores trabalhem em casa. Dessa forma, a empresa reduz custos e o colaborador desfruta de uma maior qualidade de vida.
O home-office, termo em inglês que se refere ao trabalho em casa, é uma possibilidade que está gerando discussão entre os moradores de condomínios residenciais. O tema parece simples, porque sabe-se que, por lei, o condômino não pode transformar sua unidade em uma empresa, onde passaria a receber clientes o dia inteiro.
“Na realidade tem algumas profissões que podem ser exercidas a partir de casa. O que não pode acontecer é desvirtuar a natureza do condomínio. Um salão de festas, por exemplo, não pode ser locado para receber clientes, porque não está de acordo com a convenção do condomínio”, alerta a advogada do Grupo Itambé, Leni Peres.
Além disso, se houver muita rotatividade de pessoas, a segurança pode ficar comprometida. “A portaria não pode ser usada para atender clientes”, completa a advogada.
Atualmente, algumas incorporadoras, percebendo essa necessidade, têm lançado empreendimentos de uso misto: residencial e comercial.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Elevadores e manutenção cuidados em condomínios




  
Os cuidados com elevador estão entre os itens que mais pesam no custo de um condomínio, depois da folha de funcionários. O peso deste item, dependo do ano do equipamento, oscila entre 10% e 15% e deve ser mensal, conforme prevê a legislação. De acordo com as informações do Corpo de Bombeiros, em 2009, das 91 solicitações para liberação de vítimas presas em Curitiba, 8 eram para tirar pessoas que acabaram ficando presas em elevadores. “Vale ressaltar que, como a maioria dos condomínios tem contrato com as empresas prestadoras de serviços de manutenção, quando o Corpo de Bombeiros é acionado é porque a situação é mais grave”, explicou o relações públicas da corporação, tenente Leonardo.
Segundo o tenente, os porteiros têm uma chave para abrir por fora a porta quando, por exemplo, o elevador fica parado por falta de energia. “Eles também já recebem instruções de abertura para desligar a chave geral do elevador, antes de começar qualquer tipo de procedimento”, explica Leonardo. Depois de liberada a pessoa, normalmente deve ser feito um contato com a empresa de manutenção para que ela verifique o que possa ter causado o problema.

Em 2008, um acidente com um elevador de serviço deixou sete pessoas levemente feridas, em Cascavel no Oeste do estado. No mesmo ano, em Londrina, o elevador da Urolit – Hospital do Rim – caiu por três andares com três mulheres dentro. O impacto foi grande e o chão da cabine chegou a quebrar. As mulheres tiveram ferimentos leves. Em Cambé, no Norte, o elevador do Fórum chegou a ser interditado pela Justiça, no mês de fevereiro, por estar fora das medidas de segurança. Ainda no mesmo ano, o publicitário Maurício Groff, de 30 anos, morreu após um acidente no elevador do prédio em que morava, no Centro de Curitiba.
Manutenção — O técnico de serviços Elton Manoel Ribeiro, 25 anos, que trabalha com a empresa de elevadores Otis Elevator Company, a maior companhia do mundo em fabricação e prestação de serviços para produtos que movem as pessoas, incluindo elevadores e escadas e esteiras rolantes, sabe da importância do seu trabalho.

Segundo as informações da companhia, o trabalho começa na casa de máquina e finaliza no poço do elevador. Uma coisa que talvez poucas pessoas saibam é que a conservação e manutenção do elevador são obrigatórias e devem ser feitas mensalmente.
Uma manutenção adequada em elevadores tem como finalidade evitar defeitos como desnivelamento excessivo entre a cabina e o andar do prédio; abertura das portas sem que a cabina esteja no andar correto; paradas no meio do trajeto de subida ou descida dos andares ou não atender às chamadas efetuadas na cabina ou pavimento.

Dicas para conservação e segurança em elevadores
Manutenção deve ser realizada por empresas devidamente capacitadas. Leigos jamais devem realizar qualquer conserto nos elevadores, por mais simples que eles pareçam;
Para mais segurança, evite ultrapassar a quantidade de peso permitida nos elevadores. A carga máxima permitida é informada em uma placa no interior da cabina;
Não jogue lixo no poço do elevador;
Não utilize objetos, sacolas ou móveis para segurar a porta do elevador;
Evite a queda de água ou de produtos de limpeza no interior do poço. A água pode provocar danos nos componentes da porta, permitindo, eventualmente, que o elevador se movimente com a porta desse pavimento destrancada;
Não entre no elevador quando a luz da cabina estiver apagada;
De acordo com a tecnologia, o elevador possui uma memória que registra cada chamada e atende conforme a sequência dos registros. Para chamá-los, basta apertar o botão uma única vez, sem forçá-lo (caso a botoeira seja dupla, é só pressionar o botão que indica o sentido da viagem);
Chame um elevador por vez. Essa medida, além de contribuir para a economia de energia, reduz o desgaste do equipamento e melhora o tráfego no condomínio;
Sempre confira se o elevador está no andar correto e se não há degraus entre o equipamento e o andar encontrado.
 Técnicos necessitam de segurança para realizar seu trabalho. Para que o serviço de manutenção seja realizado com segurança, os técnicos devem ser devidamente treinados e estarem atentos a alguns itens
 A casa de máquinas deve estar limpa, ventilada, bem iluminada, para que os técnicos possam trabalhar a qualquer hora que seja necessário. Nela, não deve ser armazenado nenhum material sem referência com os elevadores.
Para facilitar a comunicação do usuário - em caso de alguma parada ou qualquer incidente - com o técnico, é recomendável a instalação de um interfone dentro da cabina.
Verificar constantemente se não há qualquer infiltração proveniente de chuvas ou de outras fontes na casa de máquinas.
A chave-geral da casa de máquinas deve ser bloqueada, para impedir que alguém a ligue durante o trabalho dos técnicos.
O acesso à casa de máquina deve ser facilitado e seguro para o técnico, além de bem iluminado, para facilitar o trabalho a qualquer hora do dia. 


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Segurança e Vigilância projetos Leone Terceirizações




Cuidar bem de um patrimônio não é mais responsabilidade exclusiva de seu proprietário. A Golden Star demanda os mais avançados recursos humanos e tecnológicos, visando oferecer o que há de melhor no mercado para sua total segurança, tudo isso com a melhor relação custo/benefício. Desenvolvemos um projeto específico adaptado às suas necessidades,  proporcionando conforto e tranqüilidade com soluções inteligentes, práticas e acima de tudo eficientes.





Entre em contato para um orçamento
segurancaprivadasp@gmail.com

Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Cameras pela Internet para condominios





O Servidor DVR se Resume em um computador com excelente capacidade de processamento e armazenamento de imagens. Processadores, Fontes e Gabinetes possuem boa refrigeração para evitar seu travamento.

Como funciona!

O Servidor DVR funciona basicamente com Sistema Operacional Windows XP Professional, uma Placa de Captura com a capacidade de canais necessários e um software de gerenciamento. Todo o cabeamento das Câmeras instaladas no local deve chegar até este Servidor DVR.

Software de Gerenciamento

O Software possui inúmeras ferramentas, como: Gravações por detecção de movimentos, Visualização dessas gravações, Acesso remoto, Distribuição das imagens através da Antena ou TV a Cabo, Edição das imagens como Brilho e Contraste, Administração de usuários, Entre outras funções.

Gravações por movimento

O sistema de Gravação por Movimento é essencial para economia do Disco Rígido do Servidor, pois gravará somente o necessário (quando houver movimentos diante da câmera). Com este recurso alguns Servidores DVR podem gravar dias ou até semanas de imagens economizando ao máximo e facilitando o encontro de algum evento que tenha sido gravado dias anteriores.
A sincronia das gravações permite encontrar eventos ocorridos com facilidade procurando por Dia e horário, podendo gravar em um CD, DVD ou Pen-driver

Acesso Remoto

O Acesso Remoto é perfeito quando se precisa visualizar as imagens ou até mesmo recuperar gravações fora do ambiente monitorado. O Servidor DVR permite este acesso através do Protocolo TCP/IP.
Todo computador conectado a internet recebe de seu provedor de Internet um número de IP Ex: "201.192.167.20", este número é o endereço virtual de cada computador conectado na internet, no caso em questão do Servidor DVR.
Com as devidas configurações realizadas pode-se utilizar este número de IP em qualquer computador conectado a internet para acessar as imagens do local monitorado, mesmo do outro lado do mundo.

CAMERA IP
Camera Ip
Agora que sabemos um pouco mais sobre a Tecnologia TCP/IP, podemos falar sobre as Câmeras IP.
As câmeras IP são equipamentos que transmitem áudio e vídeo para um computador ou diretamente para a Internet. Com a ajuda de softwares que as acompanham, é possível veres na tela diversas imagens ao vivo e simultaneamente, ou ser avisado por e-mail caso esses "olhos-mágicos digitais" detecte algum movimento fora do normal.
A diferença básica é da Câmera IP para a Câmera convencional é que a Câmera IP já carrega o software necessário para seu funcionamento, bastando apenas a sua inserção na Rede por meio de cabo ou Wireless.
Uma vez conectada na Rede e instalada o Software de Gerenciamento, pode-se acessar esta Câmera IP na Rede interna através de qualquer computador.
As gravações também podem ser direcionadas através da Rede para um Computador ou Servidor específico facilitando a busca dessas imagens quando necessárias.
Também com as devidas liberações de portas no Roteador, também se podem acessar as imagens Remotamente.
O Software de Gerenciamento das Câmeras IP também aceitam Múltiplas Câmeras possibilitando ter um sistema completo apenas com Câmeras IP.
Este tipo de equipamento é muito útil quando a empresa já possui uma Rede de computadores sólida e pretende usá-la também para seu Sistema de Monitoramento de Imagens CFTV Digital IP.
Obs.: As Câmeras IPs Wireless têm o mesmo funcionamento, porém com limitações de distância.



Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

CFTV para condomínios


O sistema de CFTV digital se tornou uma ferramenta indispensável para a segurança de qualquer condomínio residencial no país.
As facilidades oferecidas pelo Sistema de CFTV Digital são enormes, possibilitando ter visão geral do condomínio em vários ângulos, evitar possíveis ações de vandalismo interna e inibir em grande percentagem os invasores externos.
Em Condomínio Residencial é comum ter problemas como: riscos em carros, roubo de itens no corredor ou garagens, vandalismo de adolescentes em elevadores ou garagens, brigas em festas, acidentes em Playground, infrações de regras pré-estabelecidas pelo condomínio. E com o Sistema de CFTV Digital, estes problemas são reduzidos em 90% dentro de alguns meses. As pessoas se adaptam ao Sistema de CFTV Digital e poucos dias passas a respeitar as novas regras e passam cada um a assumir a própria responsabilidade de morador.

Segurança contra Oportunistas e Invasores:

Os Condomínios Residenciais são hoje em dia alvos muito cobiçados por oportunistas, invasores ou até mesmo sequestradores, pessoas que vivem literalmente no crime aterrorizando nossa cidade.
Um Sistema de CFTV Digital em um Condomínio Residencial é uma ferramenta de inibição muito poderosa, pois por mostrar rostos, placas de carros, definições de roupas se torna capaz de identificar a maioria dos invasores agilizando o trabalho da polícia. E Com todos estes recursos acaba gerando um efeito inibidor nos possíveis invasores.
Grafico

Pontos mais vulneráveis:

Em qualquer Condomínio existem pontos comuns de vulnerabilidade de invasão e o Sistema de CFTV Digital, ajuda o Porteiro ou Zelador a visualizar estes locais mais facilmente sem locomoção. As imagens também podem ser distribuídas também para Antena ou TV a cabo de um condomínio, permitindo assim que seus moradores possam visualizar essas imagens antes de sair.
Estes pontos são: Muros do fundo, Pontos Cegos da Guarita, Muros Laterais com casa ou empresa vizinha, Entrada e Saída de portão de garagem com tempo longo entre abertura e fechamento e outros.
Estas são algumas das informações importantes para Síndicos e Condôminos que desejam ter mais segurança em seu Condomínio.



Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Camera de Segurança



Projetos de segurança eletronica para Empresas, Condomínio e Residencias,


Para ter um bom sistema de Câmeras Digital é necessário analise de todo o local com avaliação dos pontos vulneráveis e dentro dessas características realizar a instalação das câmeras de circuito fechado de TV (CFTV).
Sistemas de segurança - Circuito Fechado de TV Digital

A visualização das imagens captadas pelas câmeras de CFTV pode ser feitas no Local ou Remotamente.
Os pontos estratégicos podem ser Elevadores, halls de entrada, Fundos, Corredores, Garagens, Entrada de veículos, Entrada Sociais, Área de serviços, Playground, Muros do perímetro, Guaritas, Estação de trabalho, Linha de produção, Estoques, Movimentação de visitas em geral.
Cada Empresa, Condomínio ou Residência terá seus pontos estratégicos.
O Circuito Fechado de TV Digital permite melhorias na segurança do ambiente.
Qualquer pessoa ou funcionário treinado poderá monitorar um grande número de câmeras.
Alertas irão lhe informar sobre eventos anormais que necessitam mais de sua atenção através do sistema de segurança com cftv, não dependendo de capacidade humana para identificar um evento anormal.
Com equipamentos de última tecnologia é possível oferecer soluções seguras e completas sempre de acordo com a necessidade de cada projeto.

Monitor LCD (Imagensde Câmeras)


DVR Standalone


Câmera IP

Acesso Remoto

Durante anos monitoramento com câmeras só podia ser feito no local, não havendo possibilidade de visualização das imagens das câmeras de sua empresa, condomínio ou residência fora do ambiente monitorado.
Mas hoje graças à conversão do sistema para CFTV DIGITAL, e também com INTERNET BANDA LARGA, esta limitação com as imagens das câmeras já não mais existe.
Você poderá monitorar as imagens das câmeras de sua residência, empresa ou comércio 24h por dia, de qualquer computador com acesso a Internet.

Gravações

Houve uma evolução muito grande também relacionado a conteúdo de gravação.
Sabemos que nos sistemas antigos era um trabalho penoso encontrar uma imagem de um determinado dia e horário.
Mas hoje com o CFTV DIGITAL, onde tudo é gravado com datas e horários perfeitamente sincronizados, pode-se encontrar qualquer dia ou horário que ainda esteja gravado no Disco Rígido, e também gravar uma imagem em DVD em minutos.

Outros Recursos

Outros recursos também empregam o CFTV DIGITAL, tais como gravações por movimentos, gravações programadas, acesso remoto via REDE, visualização de gravações via rede, ajuste de brilho e contraste independentes,

Câmera IP

As Câmeras IPs são excelentes opções para sistemas de segurança e monitoração de imagem. Elas São a seguramente a evolução em termos de monitoramento de Imagem digital.
Sua tecnologia utiliza Rede cabeada ou Wireless permitindo também o acesso via Internet.


Equipamentos

Graças à evolução completa desses equipamentos, hoje dispomos também de muitos componentes que auxiliam muito no perfeito funcionamento do CFTV DIGITAL, tais como: Câmeras Day-Night e Infravermelho, Câmeras de longo alcance, Câmeras IP, Câmeras sem FIO, Mini-Câmeras, Câmeras camufladas em outros formatos, Câmera Speedy Dome com Joystick e outros mais.

Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

domingo, 25 de julho de 2010

Como posso prevenir um assalto ao meu condomínio?


Cresce em ritmo acelerado problemas com a segurança dos condomínios em todo pais, muitos síndicos e condôminos somente pensam a respeito da segurança infelizmente quando ocorre um sinistro em seu condomínio ou muito próximo a ele, aqui oferecemos algumas dicas de segurança, mas lembre-se que segurança é 90 % de prevenção e somente 10 % de ação prática, então procuramos algumas dicas no universo da criminologia para criar estatísticas a respeito das ocorrências registradas, e como foram planejadas, chegamos ao maior problema encontrado, ou seja o descaso dos condôminos e o mal ou nenhum treinamento dos Porteiros, abaixo uma entrevista publicada na internet de um Grande colaborador da Polícia Militar na defesa dos cidadãos brasileiros.





O Major PM Waldir Rapello Dutra, comandante do 12° Batalhão de Polícia Militar Metropolitana, proferiu nesta terça-feira, na sede do Batalhão, uma palestra sobre "Segurança em Condomínios".
O Major Dutra reconheceu que "a segurança pública é um dever do Estado", mas já que "a polícia não é onipresente" é essencial "a participação da comunidade para que as polícias, Civil e Militar, obtenham êxito".
Segundo o Major Dutra há duas razões para que um crime aconteça: vontade e oportunidade. "Quanto à vontade não podemos fazer nada; quanto à oportunidade podemos tomar medidas preventivas de segurança para colaborar com o sistema de segurança pública da cidade de São Paulo", disse o Major Dutra.



Porteiros e vigilantes
As medidas de segurança a serem adotadas por porteiros e vigilantes visam impedir a oportunidade do crime. Porteiros e vigilantes devem:
  • Conhecer todos os moradores;
  • Evitar contato direto com desconhecidos e visitantes;
  • Não dormir ou distrair-se durante o expediente;
  • Não transmitir informações sobre os moradores do condomínio a quem quer que seja;
  • Utilizar corretamente os meios de segurança existentes;
  • Conhecer localização do telefone público mais próximo para emergências;
  • Acionar o 190 somente em situações de emergência;
  • O ingresso de prestadores de serviço deve ser permitido em horários pré-determinados (agendamento prévio) e mediante identificação documento e crachá, cujos dados deverão ser anotados)  .
  • Só permitir o  acesso de prestadores de serviço às dependências do condomínio devidamente acompanhados
  • Ao atender estranhos (visitantes, entregadores de encomendas ou prestadores de serviço) manter os portões fechados e as pessoas do lado de fora. O portão somente deve ser aberto após a identificação do visitante e da autorização por parte do morador. Se há quaisquer dúvidas quanto à identidade do visitante,  o morador deve descer à portaria para identifica-lo.
  • Manter as portas de depósito de lixo fechadas fora dos horários de coleta
  • Não ficar na calçada com as chaves da portaria no bolso (ex: ao lavar a calçada)

Condôminos e moradores
  • Não entregar as chaves do apartamento ou dos veículos aos funcionários do prédio;
  • Obter informação de antecedentes de empregados domésticos bem como o endereço atual, e informa-los ao síndico;
  • Não permanecer em horários impróprios do lado de fora da portaria;
  • Manter sempre sempre a porta do apartamento fechado;
  • Manter veículos fechados, com alarme acionado;
  • Informar ao zelador sobre grandes períodos de afastamento (férias, por exemplo) e proibir acesso de estranhos durante o período;
  • Elogiar o funcionário quando pratica uma atitude correta. A repreensão  do funcionário quando age segundo as normas de segurança do prédio incentiva que ele dê uma esmorecida nas regas de segurança
Zelador e Síndico
  • Manter atualizado endereços de empregados
  • Instalar equipamentos básicos de segurança
  • Manter em condições manter em condições os equipamentos de segurança
  • Estabelecer códigos com vizinhos e funcionários para denunciar ação de marginais
  • Estabelecer procedimentos de acesso para visitantes e representantes de empresas prestadoras de serviço
  • Entregadores não devem subir aos apartamentos. Esta é, deselegante e impopular, uma medida de segurança. "Quando pensamos em segurança, temos de pensar no que é certo e no que é errado", afirmou o Major Dutra
  • Fiscalizar as garagens periodicamente e estabelecer crachás de acesso
Equipamentos e técnicas de segurança
A melhoria da segurança condominial requer coletar dados do que precisa melhorar, realizar um estudo da situação, formular alternativas e selecionar um plano a adotar. Há alguns itens que podem ser citados:
  • O porteiro tem de visualizar -e ficar atento a- todas as entradas. Caso haja qualquer obstrução da visualização devem instalar-se equipamentos (ex: câmeras) para substituir a visibilidade direta
  • Jardins e áreas verdes devem ser sempre visíveis
  • As portarias e guaridas devem estar devidamente protegidas
  • Instalar espelhos retrovisores nas garagens
  • Reforçar portões e grades
  • Instalar fechaduras e chaves de boa qualidade
  • Instalar circuito interno (câmeras)
  • Eventualmente, contratar patrulhamento ostensivo ou até cães de guarda
  • Verificar a iluminação das áreas externas do condomínio
  • Verificar / construir muros ou cercas
  • Instalar porteiro eletrônico ou interfone
  • Alarmes e sensores de presença devem ser testados periodicamente
  • Instalar relógio de vigia quando o porteiro faz ronda
  • Automatizar portas e portões
  • Fomentar a utilização de equipamento de comunicação (radio, HT e telefones)
  • Instalar caixas com portinholas para recepção de encomendas
"Nada, entretanto, substitui a atenção dos funcionários do condomínio", enfatizou o palestrante.
Ao ligar para o 190
"Os policiais que atendem o 190 são qualificados para um atendimento imediato", afirmou o Major Dutra. É essencial passar a maior quantidade de informações para que a viatura que vai atender a ocorrência tenha as melhores condições possíveis de efetuar um atendimento correto
  • procure manter a calma;
  • seja claro e preciso nas informações;
  • Responda às perguntas do atendente de maneira clara e objetiva;
  • Ao se referir ao local da ocorrência, forneça o endereço completo, com o do local, além de um ponto de referência de facil localização e visualização (uma loja conhecida, locadora, praça, avenida, etc.);
  • Forneça característica e peculiaridades das pessoas envolvidas (sinais, cicatrizes, cor de roupa, etc), tanto vítima quanto criminosos. No caso de ocorrência criminal, identifique, se possível, se os criminosos estão armados;
  • Caso lembre posteriormente de informações adicionais (place do carro envolvido na ocorrência, por exemplo) ligue novamente para o 190; os policiais são orientados em tempo real.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com


Splice e Rossi entregam Reserva Campolim

 
  • O empreendimento tem como principal característica oferecer áreas comuns voltadas a toda família  
Com investimento geral de vendas na ordem de R$ 60 milhões, a Splice Desenvolvimento Urbano sinalizou o projeto de mais um condomínio residencial vertical na região do Campolim, próximo ao Reserva, no loteamento Guaropé. Numa área de 15 mil metros quadrados serão construídas três torres edificadas, com um total de 200 apartamentos de alto padrão. O lançamento deve ocorrer no final de setembro. O anúncio foi feito pelo diretor de urbanização da Splice Desenvolvimento Urbano, Araldo Alexandre Marcondes de Souza, durante a entrega do Reserva Campolim, na última quarta-feira, onde também estavam presentes o presidente da Splice, Antônio Roberto Beldi e o diretor regional da Rossi, Marcelo Araújo.
Segundo Araldo, outros projetos também previstos para este ano são o lançamento de dois novos empreendimentos na região do Alto da Boa Vista. O primeiro é um condomínio empresarial vertical, na avenida Antônio Carlos Cômitre, numa área de 4 mil metros quadrados. O empreendimento terá o mesmo padrão do Condomínio Empresarial Praça Maior, do mesmo grupo, localizado na avenida Rudolf Dafferner, 320, também no Alto da Boa Vista. O segundo empreendimento na mesma região é o lançamento de um condomínio residencial vertical.

Projeto inovador

Localizado no bairro mais badalado de Sorocaba, o Reserva Campolim se consolidou como um investimento de crescente valorização, já que o valor do seu metro quadrado está 30% superior desde o lançamento. Com investimento de aproximadamente R$ 47 milhões, as apostas nesse empreendimento foram assertivas, resultando no sucesso de vendas dos seus 102 apartamentos, entregues a seus futuros moradores.
Construído em um quarteirão exclusivo, que contempla 7.646 metros quadrados, com
área construída de 4.081 metros, o Reserva Campolim está implantado em uma das regiões mais nobres e privilegiadas de Sorocaba. Localizado ao lado do Colégio Objetivo Portal da Colina, o empreendimento tem como principal característica oferecer áreas comuns voltadas a toda família.
O edifício começou a ganhar vida por meio de um projeto paisagístico arrojado, que se diferencia também quanto ao tamanho da sua planta, proporcionando apartamentos de metragens expressivas e com ótimo aproveitamento do espaço interno. Há, ainda, outro grande atrativo: a varanda gourmet, um espaço totalmente interligado ao living.
O empreendimento possui praças, playground, quadras de esporte e piscinas adulto e infantil, ou seja, itens que valorizam o projeto. Além de oferecer uma infraestrutura completa, há também uma diversidade de serviços e fácil acesso à principal malha rodoviária da região.
Segundo Araldo, a união de duas empresas fortes no ramo imobiliário revela uma aliança segura e confiável, consagrando o sucesso de vendas ainda na planta. Da mesma maneira, o condomínio de alto padrão que foi o pioneiro em Sorocaba - o Dueto Residencial - causou impactos positivos para o setor.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Condomínios são abastecidos com água suja em Ribeirão Preto

Zelador Everton Belelle Alves mostra água suja que sai da torneira de apartamento o no Edifício Van Gogh

Prédios são abastecidos com água suja em Ribeirão Preto



Moradores de condomínio da avenida João Fiúsa têm de sair de casa para tomar banho devido ao rompimento de cano na rua


Zelador Everton Belelle Alves mostra água suja que sai da torneira de apartamento o no Edifício Van Gogh
Ao menos cinco edifícios residenciais são abastecidos desde a última quinta-feira com água barrenta, logo após o rompimento de uma adutora da avenida João Fiúsa, na zona Sul de Ribeirão Preto.
Mesmo com dois reservatórios, que totalizam 30 mil litros d’água, moradores do Condomínio Van Gogh, que mantém 50 apartamentos, reclamam por estar sem condições de tomar banho e cumprir afazeres domésticos.
O zelador do prédio Everton Belelle Alves disse que os responsáveis pelo prédio estudam acionar o Daerp na Justiça. "Vamos discutir a possibilidade de requerer do departamento uma possível indenização aos condôminos e o ressarcimento das despesas com a limpeza do reservatório e manutenção de quatro caldeiras", afirma.
Essas caldeiras, por meio de um sistema a gás, aquecem a água, que é distribuída aos apartamentos.
"Como a água barrenta passou pelo sistema, é preciso realizar uma limpeza, para evitar problemas no equipamento", disse.
Segundo o zelador, o serviço é realizado apenas por empresas especializadas. "O valor cobrado pela manutenção do sistema de abastecimento interno do prédio é altíssimo", disse, ao confirmar que o condomínio formalizou duas reclamações, que envolvem água suja e falta. Apesar disso, diz que não recebeu qualquer assistência do Daerp.
Outro lado
O encarregado de Extensão de Rede do Daerp, João Batista da Costa, afirmou nesta sexta-feira que o rompimento da adutora foi provocado pelas raízes das árvores do canteiro central da avenida Professor João Fiúsa.
Segundo ele, o barro teria entrado na tubulação assim que os funcionários da autarquia iniciaram os reparos no local.
"Concluímos hoje [sexta-feira] a limpeza da rede para que os prédios não sejam abastecidos com água barrenta. O fornecimento está normalizado para os moradores da região", disse.



Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Ribeirão Preto Monitorada



A Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto (Coderp) estuda ampliar o sistema de monitoramento por câmeras para outros pontos de grande fluxo da cidade. No início do mês passado, uma câmera de segurança foi instalada na esquina das avenidas Francisco Junqueira e Jerônimo Gonçalves.

A assessoria de imprensa da Prefeitura informou que o planejamento é interno e, por este motivo, não poderia comentar o assunto. Segundo a reportagem apurou, o órgão estuda instalar câmeras nas principais avenidas, nos mesmos moldes do que já é feito ao lado do Memorial das Palmeiras (onde a câmera possui abrangência de 360 graus), e o projeto seria colocado em prática depois que a Central de Monitoramento da Guarda Civil Municipal (GCM), que está em construção, estiver pronto.

As imagens seriam monitoradas pela GCM, que hoje já acompanha o fluxo da avenida, além de todas as Unidades Básicas Distritais de Saúde (UBDSs) e a Secretaria Municipal da Saúde. Além da prevenção à criminalidade, este tipo de monitoramento pode beneficiar outros órgãos como a Transerp, que gerencia o transporte público, para o planejamento do trânsito. Hoje, a câmera do Centro permite que a Defesa Civil fique em alerta para eventuais enchentes.

ENTULHO. Enquanto há o planejamento para o investimento em câmeras, um condomínio fechado buscou na administração municipal uma parceria para monitorar um terreno público ao lado do empreendimento e resolver o problema de despejo irregular de entulho. Ontem pela manhã, foi fechado um acordo entre a Fiscalização Geral e o San Remo, no Recreio das Acácias. O departamento se comprometeu a limpar a área e o empreendimento deverá arcar com as custas de uma cerca e a instalação e o monitoramento de três câmeras no local.

“As imagens das pessoas e caminhões que jogarem entulho serão entregues para a Fiscalização, que irá lavrar um auto de infração”, afirmou Kleber Sampaio, advogado e síndico do condomínio.

Condomínio é o primeiro a oferecer parceria

O condomínio San Remo foi a primeira empresa privada a oferecer parceria contra o despejo irregular de entulho em Ribeirão Preto, que hoje é uma das principais lutas da Fiscalização Geral. “Esta parceria foi uma excelente iniciativa do próprio condomínio, aceita também pela prefeita Dárcy Vera (DEM)”, afirmou Osvaldo Braga, chefe do departamento.

No terreno, além de restos de material de construção, é possível encontrar até partes de móveis, como armário, cama e estante. “É uma área pública, mas influencia o bem estar de todos os moradores da região. Se não estiver conservada, é possível que atraia também a criminalidade, que por enquanto não existe”, afirmou Kleber Sampaio, advogado e síndico. Segundo ele, a instalação das câmeras deverá ser feita em até 15 dias.

Neste ano, a Fiscalização Geral já flagrou 12 despejos irregulares de entulho feitos de forma irregular em Ribeirão Preto. Em alguns casos, o lixo é jogado em áreas de proteção ambiental permanente. (GY)


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Projeto condomínio sustentável


Midea é a marca escolhida para projeto sustentável criado pelo ex-presidente Clinton


O projeto foi criado por Bill Clinton, ex-presidente dos EUA, para demonstrar estratégias econômicas e ambientais para o crescimento urbano sustentável em diversos países. Na América do Sul, apenas um condomínio foi selecionado.
O condomínio Cidade Pedra Branca, localizado em Palhoça, na Grande Florianópolis, é o único projeto sul americano a fazer parte da Clinton Climate Initiative, programa idealizado pelo ex-presidente dos EUA Bill Clinton para demonstrar estratégias econômicas e ambientais para o crescimento urbano sustentável.
O empreendimento foi todo projetado pensando no conforto e na praticidade de locomoção de seus moradores, que irão encontrar toda a estrutura como cafés, lojas, supermercado, creches e universidade próximos, incentivando a caminhada e o uso de bicicletas. As calçadas são largas, há um lago, a iluminação é feita com luminárias baixas e lâmpadas de maior alcance e a prioridade nas ruas é sempre do pedestre. O showroom do empreendimento possui placas com células fotovoltaicas, que transformam a luz diretamente em eletricidade e possuem uma durabilidade quase ilimitada.
O condomínio também conta com reaproveitamento de água da chuva, utiliza janelas grandes que favorecem a iluminação e evitam o uso de energia elétrica. Foram colocados pontos de coleta de lixo reciclável e coletor de pilhas e baterias. Todo o sistema de condicionamento de ar foi feito com o moderno sistema inverter e possui o gás natural R 410a, que não polui o meio ambiente.
A Midea, uma das empresas parceiras do empreendimento foi quem instalou o sistema no showroom de 1,2 m². Foram instalados 16 aparelhos condicionadores de ar split da marca, além de toda a instalação dos dutos de refrigeração. Segundo Marcelo Consonni Gomes, diretor Executivo do empreendimento “o sistema inverter cabe perfeitamente no conceito do projeto, pois irá economizar muito mais energia em relação a um sistema comuma, além de não poluir o meio ambiente. Ainda trabalhamos com uma excelente marca que é reconhecida internacionalmente e possui as melhores certificações”.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Crime no condomínio empresarial em Três Lagoas Mato Grosso

Aglomeração no local do homicídio

Ainda conforme explicou a testemunha, a copeira andou quatro metros até chegar na porta de um dos escritório do condomínio, onde caiu e morreu.

 

A respeito do homicidio ocorrido por volta das 13h de hoje, pessoas que trabalham no Condomínio Empresarial entraram em contato com a redação e esclareceram alguns fatos sobre o crime de Edinaldo Pereira Magalhães de 40 anos que assassinou sua esposa com uma faca, a faxineira Edilaine Palchete de 35 anos, e em seguida tentou suicídio.
 
Diferente do que populares disseram , a vitima não correu até o escritório para pedir ajuda. Segundo novas testemunhas, Edilaine Palchete, além de faxineira, também era copeira do estabelecimento, e estava na cozinha quando seu Edinaldo a atacou com a faca. Lá mesmo na cozinha ele cortou o pescoço da vítima e em seguida fugiu e tentou suicidio.

Ainda conforme explicou a testemunha, a copeira andou quatro metros até chegar na porta de um dos escritório do condomínio, onde caiu e morreu.   




 Créd.: Lucas Cabanha
Edilaine Falckete Magalhães de 35 anos assassinada no inicio da tarde desta sexta-feira (23) pelo ex-marido já havia prestado queixa contra ele no dia 13 deste mês.

O crime teria ocorrido pelo fato de Ednaldo Pereira Magalhães de 40 anos não aceitar o fim do relacionamento.

Edilaine que iria se casar neste sábado (24) foi morta com um golpe de faca no pescoço enquanto trabalha em um escritório situado à Avenida Eloy Chaves no Centro de Três Lagoas.

Após ferir a vítima, Magalhães saiu correndo e tentou suicídio cortando seu pescoço. Policiais da Rondas Ostensivas e Táticas do Interior (Rotai) conseguiram negociar com o acusado para que ele entregasse a faca que estava em sua mão.

Magalhães entregou a faca e recebeu os primeiros socorros dos policiais da Rotai. Um militar do Serviço Reservado (P-2) que estava no local também auxiliou os policiais e chegou a tirar a sua camiseta para ajudar a estancar o sangue do ferimento de Magalhães até a chegada do Corpo de Bombeiros.

O acusado foi levado para o Hospital Auxiliadora onde deverá ser submetido a uma cirurgia ainda nesta tarde. Assim que receber alta do hospital, Magalhães irá ser apresentado a Delegacia de Polícia Civil.



Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Princípio de incêndio leva moradores de condomínio

Princípio de incêndio leva moradores de condomínio da orla da capital ao desespero
Princípio de incêndio leva moradores de condomínio da orla da capital ao desespero


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Doméstica herda apartamento de R$ 8 milhões do patrão


Médico de Cingapura, de 66 anos, deixou herança para recompensar a empregada por todos os anos de serviço
Deus ajuda quem cedo madruga. O chavão nem sempre é verdadeiro, mas neste caso definitivamente vale. Uma empregada doméstica de Cingapura herdou de seu patrão nada menos do que um apartamento de luxo avaliado em 3 milhões de libras (o equivalente a R$ 8 milhões). A doméstica filipina de 47 anos, chamada Christine, teria dito "ser a empregada mais sortuda de Cingapura".
A herança foi a maneira que seu patrão, o médico Quek Kai Miew, de 66 anos, encontrou para recompensá-la pelos serviços prestados a ele e a sua mãe, também já falecida. Após a morte de Miew, Christine diz ter ficado desolada. “Nós éramos inseparáveis. Foi terrível para mim, já que passei mais anos da minha vida ao lado do doutor Quek do que de minha mãe”, afirmou a doméstica ao jornal "The Straits Times".
Christine jura não ter mudado seu estilo de vida, após receber a herança. “Eu não penso muito sobre o dinheiro que ganhei. Eu simplesmente vivo como fazia antes e não como alguém rico. Eu sou a mesma de antes. Não me comporto de maneira diferente porque agora tenho dinheiro. Até as minhas amigas domésticas ainda me tratam da mesma forma”, disse.
Estima-se que atualmente 200 mil empregadas domésticas estrangeiras vivam em Cingapura, a maioria delas vinda das Filipinas e da Indonésia. Nenhuma delas, no entanto, tão sortuda quanto Christie.


Fonte: Época Negócios


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Quadro de avisos do condomínio



Documento
Obrigatori-
edade
O que não pode faltar
Período de Divulgação
Infos Gerais
Convocação de AssembléiaÉ importante que todos os condôminos tomem conhecimento da reuniãoA pauta que será discutida na reuniãoAté a data previstaTodos os condôminos têm o direito de saber as datas das reuniões
Reforma da área comumPode ser afixado um cartaz alertando os moradores sobre os transtornos causados pela reforma
e/ou solicitando para evitarem tal área em determinado horário
O tempo de duração da obraO necessário para que todos os condôminos tomem conhecimentoÉ importante para comunicar por eventuais transtornos, para condôminos se programarem (em caso de áreas de lazer ou garagem), e também por questões de segurança contra acidentes
Auto de Verificação do Corpo de BombeirosPode ser afixadoData, validade e nome do responsávelO tempo adequado para que todos os moradores tomem conhecimentoAuto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) é o documento emitido pelo
Corpo de Bombeiros certificando que, durante a vistoria, a edificação possuía as condições de segurança contra incêndio
Atestado de Controle de PragasNão é obrigatório, mas é interessante ser afixadoData, validade e nome do responsávelOpcionalÉ importante avisar contra quais pragas foi feita a ação
Comunicação de Manutenção de ElevadorNão é obrigatório, mas é interessante ser afixadoO horário da manutenção e até que horas é a previsão do serviçoO horário da manutenção e até que horas é a previsão do serviçoAlertar os moradores e principalmente as crianças sobre a manutenção e o não uso do equipamento
BalancetesNÃO PODE------A divulgação de balancetes costuma expor os inadimplentes, o que pode causar problemas legais
Quadro de Horários de FuncionáriosNÃO PRECISA---------
Aviso e atestado de limpeza das caixas d' àguaNão é obrigatório, mas é interessante ser afixadoO aviso com antecedência para que os moradores economizem antes e durante a limpezaSomente o tempo de limpeza da caixa d’água---
Circulares Vexatórias (Lista de Inadimplentes)Não é permitido------Esse tipo de exposição é proibido, por isso o síndico deve tomar outra atitude com o condômino devedor, menos expor o seu nome na lista de devedores dentro do elevador
CNPJOpcional---------
RIA (Relatório de Inspeção Anual dos elevadores)Recomendado. No Rio de Janeiro é obrigatório---Anual---
GPS (Guia da Previdência Social)Recomendado---------

OBS.: Cadastro de CNPJ, RIA (Relatório de Inspeção Anual dos elevadores) e GPS (Guia da Previdência Social) são opcionais no quadro de avisos. Informações relativas a pagamento de condomínios e inadimplência não são recomendáveis.


Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

Administração do condomínio


O CONDOMÍNIO

A palavra condomínio significa "propriedade comum". Viver em condomínio exige um espírito diferente, uma vez que existem áreas de domínio comum e áreas privativas. O direito de uso da área comum e a obrigação de conservar o que é de todos são condições básicas para vida em condomínio.Em termos de propriedade, a cada área privativa corresponderá uma fração ideal da área comum.
    Todos os condôminos devem contribuir para suas despesas, além de acatar a Convenção, Regulamento Interno e decisões da Assembléia.      Todos os participantes de um condomínio utilizam espaços e equipamentos comuns, tais como "hall" social, salão de festas, piscinas, etc. Mesmo nas áreas privativas, a liberdade do morador, embora muito maior, não é total, visto que não poderá afetar a liberdade de outro.
    Em tese tudo é muito simples. Porém, na hora do impasse, é típico do ser humano defender seus próprios interesses, que nem sempre correspondem aos do condomínio.
    Visando disciplinar os direitos e os deveres de cada um, bem como a vida em condomínio, existem três documentos básicos: a Lei do Condomínio Lei no.4591/64 enova Lei 10.406 de 10/01/2002 (do condomínio edilício edifício = vertical e horizontal), comum a todos; a Convenção do Condomínio (uma espécie de "constituição"); e o Regulamento ou Regimento Interno, estes últimos específicos para cada prédio.
    Boa parte da função do síndico consiste em exigir a correta utilização das áreas de um condomínio, através do fiel cumprimento da Convenção e do Regulamento, além de cuidar dos reparos necessários à sua conservação.      É o conjunto dos direitos e obrigações, registrado no Registro de Imóveis, que regulamenta o comportamento e o rateio de despesas dos condôminos, estabelecendo normas de utilização tanto nas áreas privativas como nas de uso comum, visando resguardar, em benefício de todos, o patrimônio condominial e a moralidade no ambiente.

PRINCIPAIS ITENS

·    elaboração do Regulamento Interno; 
·    forma de escolha e destituição do corpo diretivo;
·    prazo, quorum e formas de convocar assembléias;
·    forma das contribuições para despesas;
·    forma de alteração da convenção;          
·    atribuições do síndico;
·    como utilizar os objetos e serviços comuns;
·    forma e prazo das aprovações das contas;
·    forma de administrar e movimentar o numerário;
·    certas proibições, como alteração da fachada e utilização das unidades contrariando a finalidade do prédio.
    
    A Convenção, para ser aprovada ou modificada, exige o voto de no mínimo 2/3 das frações ideais de condôminos que compõem o condomínio.
    Todos devem obediência à Convenção que, por sua vez, não pode contrariar a Lei no. 4591/64, conhecida como a Lei do Condomínio. 


REGULAMENTO INTERNO

    É o conjunto de normas e procedimentos referentes ao comportamento e à conduta dos moradores e freqüentadores, disciplinando o uso das áreas comuns e solucionando os problemas mais corriqueiros do condomínio apresentando, inclusive, penalidades aos infratores.
    O Regulamento Interno não pode contrariar a Convenção, sob pena de nulidade.
    O Regulamento Interno normalmente consta da própria Convenção ou é redigido posteriormente. Sendo feito em documento separado, deve contar com a colaboração não só dos proprietários dos apartamentos, como também dos compromissários compradores, cessionários e promitentes cessionários. Pode ser aprovado através de Assembléia Geral, todavia obedecendo o quorum previsto na Convenção, se a mesma estipular.
    A Convenção e o Regulamento, com o tempo, tendem a desatualizar-se. O condomínio pode, e deve, promover revisões periódicas nesses textos de modo a garantir-lhes eficácia.

CORPO DIRETIVO

    O corpo diretivo é composto de síndico, sub-síndico e conselho consultivo.
    Esse tripé permite inúmeras vantagens. O síndico, que não é de ferro, também tem direito a férias. Assim, o sub-síndico assume imediatamente o seu papel, respondendo oficialmente pelas funções específicas.
    SÍNDICO é o representante legal do condomínio, em juízo ou fora dele, exercendo a administração do condomínio assessorado pelo conselho consultivo e sub-síndico, todos eleitos pela Assembléia Geral. O síndico pode ser condômino ou pessoa física ou jurídica estranha ao condomínio, salvo disposição contraria na Convenção. Será eleito pela forma e prazo previstos na mesma, sendo que seu mandato não pode exceder a dois anos, permitida a reeleição.

AS ATRIBUlÇÕES DO SÍNDICO

·    Exercer a administração interna do prédio, referente à vigilância, moralidade e segurança;
·    Representar o condomínio em juízo ou fora dele, defendendo os interesses comuns;
·    Selecionar, admitir e demitir funcionários fixando-lhes os salários de acordo com a verba do orçamento do ano, respeitando o piso salarial da categoria, com data base em outubro de cada ano;     
·    Aplicar as multas estabelecidas na lei, na convenção ou no regulamento interno;
·    Prestar contas somente na     assembléia;
·    Guardar toda documentação contábil dentro do prazo da lei;arrecadar as taxas condominiais;·    
·    Proceder à cobrança executiva contra os devedores;
·    Escolher empresas prestadoras de     serviços ou terceiros para execução das obras que interessem ao edifício, desde que aprovadas por assembléia;
·    Contratar o seguro contra incêndio; 
·    Convocar assembléia geral ordinária e extraordinária;
·    Comunicar aos condôminos, nos oito dias subseqüentes à assembléia, o que foi deliberado;
·    Praticar os atos que lhe atribuírem a lei do condomínio, a convenção e o regimento interno.
    O síndico terá direito a remuneração se estiver previsto em Convenção, ficando determinado, na Assembléia que o eleger, se ficará isento da taxa do condomínio ou se receberá algum tipo de honorário, lembrando sempre que o mesmo não é funcionário do condomínio, muito embora possa contribuir para a previdência social individualmente.

SUB-SÍNDICO é o representante, eleito por assembléia, que tem como função substituir o síndico. Alertamos para uma análise da Convenção nesse aspecto, pois nem todas prevêem o cargo de sub-síndico.

CONSELHO CONSULTIVO é o órgão de consulta e assessoramento do síndico, composto por três condôminos, com mandato que não poderá exceder a 2 anos, permitida a reeleição.
    É muito importante a existência do conselho, pois, além de deliberar e opinar sobre os problemas do condomínio, "fiscaliza" a atuação do síndico. Portanto, o síndico estará salvaguardado em sua imagem, visto que todas as despesas são acompanhadas por um conselho que vê, antes de tudo, os reais interesses dos condôminos, avaliando gastos, necessidades, capacidade de pagamento dos moradores no caso de benfeitorias, entre outras medidas.

ASSEMBLÉIA GERAL

    Assembléia Geral é o fórum deliberativo onde os principais temas de interesse do condomínio devem ser discutidos para tomada de decisões.
    O síndico não deve realizar Assembléias apenas para cumprir a lei. Deve, isto sim, tirar grande proveito dessas reuniões, procurando torna-las atrativas. Para tanto, aqui vão algumas "dicas":
o    Planeje e discuta com o Conselho o conteúdo da Assembléia;      
o    Divulgue exaustivamente e procure obter o compromisso da presença dos condôminos;
o    Tenha sempre em mãos a Convenção e o Regulamento para eventuais consultas;
o    Conduza a reunião de modo a não se desviar dos assuntos pautados;
o    Exponha com clareza os assuntos da pauta e procure ouvir várias opiniões antes de colocá-los em votação.

    Existem dois tipos de Assembléias:    Assembléia Geral Ordinária - AGO e a Assembléia Geral Extraordinária - AGE.

ASSEMBLÉIA GERAL ORDINARIA - A Lei do Condomínio obriga a realização, pelo menos uma vez por ano, da Assembléia Geral Ordinária - AGO, salvo disposição contrária na Convenção do Condomínio.
    Deve ser votado ou deliberado na AGO o orçamento das despesas de conservação e manutenção do edifício para o exercício seguinte; prestação de contas feita pelo síndico, referente ao exercício anterior para aprovação ou não; e eleição de síndico, se for o caso.

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA - A Assembléia Geral Extraordinária - AGE serve para tratar assuntos de interesse do condomínio, não previstos nas AGOS. Serão realizadas sempre que a ocasião assim o exigir, especialmente quando o tema não puder aguardar a realização da AGO para decisão.
    Pode ser deliberado numa AGE despesas extras, obras, benfeitorias, modificação da Convenção e quaisquer assuntos de interesse geral e imediato do condomínio.
    Para a convocação de uma Assembléia Geral (AGO ou AGE) deve ser feito edital constando data, horário, local, da reunião, ordem do dia e um resumo da matéria a ser deliberada. O prazo para convocação é o previsto na Convenção do Condomínio; caso a mesma seja omissa, aconselha-se um prazo de 10 (dez) dias de antecedência.
    Ao término da reunião, deve ser elaborada uma ata e coletadas assinaturas do presidente e do secretário. Se não for possível no mesmo      dia, faça-a logo no dia seguinte. Não deixe decorrer muito tempo entre a reunião e a lavratura da ata.

    ELEMENTOS ESSENCIAIS

o    dia, mês, ano e hora da assembléia, por extenso;
o    local da assembléia;
o    número de condôminos presentes identificando-os;
o    presidência dos trabalhos;
o    pessoa que secretariou os trabalhos;
o    ordem do dia;
o    deliberações;
o    encerramento;
o    assinatura dos condôminos presentes.

    O síndico deverá mandar a todos os condôminos cópia da ata no prazo de 8 (oito) dias subseqüentes à realização da Assembléia.
    É interessante estipular uma outra data para a reunião de síndico, sub-síndico e conselho para avaliação permanente do condomínio. Essa data pode, inclusive, ser participada aos condôminos. Assim, semanal ou quinzenalmente - e independente de AGE ou AGO - os moradores saberão que a reunião acontece tal dia, a tal hora e em tal local. Portanto, se tiverem queixas, problemas ou sugestões, podem centralizá-los nessas ocasiões, aliviando a carga do síndico, em contatos diários, muitas vezes para tratar de assuntos irrelevantes e que podem comprometer as AGO ou AGE.
    Todo o condomínio deve ter uma previsão orçamentária, ou seja, quanto pretende gastar com cada elemento ou item de despesa.
    O síndico tem obrigações quanto à previsão orçamentária, devendo planejar o orçamento para obtenção da previsão de despesas e receita, apresentando-as para discussão e aprovação em Assembléia Geral.
o    Com base na previsão orçamentária é feito o rateio das quotas condominiais. Em seguida, emitem-se os recibos e controlam-se os pagamentos.
o    Tome por base o consumo de meses anteriores;
o    Troque informações com síndicos de prédios vizinhos, preferencialmente do mesmo porte do seu;
o    Se a proposta for elaborada pela administradora, peça-a cinco dias antes da Assembléia para examiná-la atentamente;
o    Apresente e discuta a proposta previamente com os conselheiros;
o    Faça chegar aos condôminos cópias da proposta a ser votada, juntamente    como Edital de convocação da Assembléia;
o    Preveja uma margem de segurança em torno de IO% para que o caixa não fique negativo em virtude de pequenas flutuações na economia (para grandes      flutuações não há previsão que resista); se possível, realize mapas comparativos, ou seja, coleta de três orçamentos, de diferentes empresas, para a realização de determinada obra ou serviço. São os gastos que um condomínio tem, dividido em despesas ordinárias e extraordinárias.

    As despesas ordinárias são as consideradas rotineiras, necessárias à manutenção do condomínio, as quais são respondidas por todos os condôminos, incluindo os locatários:

PESSOAL
o    salários
o    férias
o    13º salário
o    rescisões contratuais de trabalho

ENCARGOS SOCIAIS
o    INSS
o    FGTS
o    PIS
o    INSS de terceiros (autônomos)

CONSUMO
·    água
·    luz e força
·    gás
·    telefone

MANUTENÇÃO/ CONSERVAÇÃO
o    elevadores
o    bombas
o    portões automáticos
o    interfones
o    piscina
o    jardim
o    antena coletiva
o    recarga de extintores

ADMINISTRATIVAS
o    honorários da administradora              
o    impressos, xerox, correio isenção do síndico

MATERIAIS
o    de limpeza
o    peças de reposição
o    uniformes

SEGURO

    Despesas extraordinárias são os gastos imprevistos e os gastos com benfeitorias, ambos nas áreas de uso comum:

EMERGÊNCIA
o    vazamentos
o    entupimentos
o    quebra de bombas d'água
o    elevadores
o    demais equipamentos

BENFEITORIAS
o    reformas
o    aquisição de equipamentos

FUNDO DE RESERVA

    É possível prever no orçamento um saldo credor destinado a DESPESAS IMPREVISTAS, pois a Convenção determina que 5% ou 10% do total arrecadado mensalmente sejam contabilizados na conta FUNDO DE RESERVA, estabelecido na Lei do Condomínio.
    A constituição do FUNDO DE RESERVA é de responsabilidade, em princípio, do proprietário. Caso haja necessidade de reposição total ou parcial do Fundo de Reserva, devido à utilização no custeio ou complementação das despesas ordinárias do condomínio, a responsabilidade também é do locatário, salvo se referente a período anterior ao início da locação. É de se lembrar que a Lei do Condomínio determina a não utilização do Fundo de Reserva para pagamento de despesas ordinárias.

O FUNDO DE RESERVA deve ser fixado quando da aprovação do orçamento, estabelecido de acordo com as condições financeiras do condomínio. Alguns condomínios criam o fundo de reserva para o pagamento de ações trabalhistas.
    O síndico deve fazer aplicação financeira em nome do condomínio, com aprovação do conselho consultivo ou pela Assembléia Geral, para maior segurança. Para movimentação da aplicação é aconselhável a assinatura do síndico e do presidente do Conselho.
    Se a quantia do fundo de reserva for insuficiente para o pagamento de alguma despesa extraordinária, o valor deverá ser rateado entre os proprietários de cada unidade.
    Num condomínio existem documentos de caráter legal, fiscal e pessoal (empregados). O síndico é responsável pela guarda dos documentos legal e fiscal durante 5 anos e dos documentos referentes a pessoal (empregados) pelo período de 30 anos.
LIVROS - O condomínio também deve ter LIVROS, quais sejam:

o    Livro de Atas das Assembléias
o    Livro de Presença dos condôminos nas Assembléias
o    Livro do Conselho Consultivo

    Esses livros devem apresentar termos de abertura e de encerramento, assinados e rubricados.
DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA DO CONDOMÍNIO - Para efeitos fiscais o condomínio não é considerado pessoa jurídica, sendo dispensada a declaração de imposto de renda.

CADASTRO NACIONAL DE PESSOAS JURÍDICAS - CNPJ - De acordo com a Instrução Normativa da Secretaria da Receita Federal No. 87, de 24.08.84, os condomínios que auferirem rendimentos de capital ou que pagarem rendimentos sujeitos a retenção na fonte estão obrigados à inscrição no CNPJ, apresentando os seguintes documentos:

o    Convenção do Condomínio registrada em Cartório;
o    Ata da Assembléia que elegeu o síndico;
o    Ficha de Inscrição Cadastral - FIC, que pode ser adquirida em papelaria;
o    Xerox do CPF do responsável (síndico) que assinar a FIC;

    Dar entrada da FIC, devidamente preenchida, em agência da Receita Federal na jurisdição à qual pertence o condomínio.

CADASTRO DE CONTRIBUINTE DO MUNICÍPIO - CCM - O condomínio residencial não é obrigado a se inscrever no Cadastro de Contribuinte do Município CCM; salvo disposição contrária do município a que pertencer.

PREVIDÊNCIA SOCIAL - INSS - O Decreto No. 611, de 21.07.92, que regulamenta os benefícios da Previdência Social, em seu artigo 8 , parágrafo único, letra "b", permite, ao síndico, facultativamente, filiar-se à Previdência Social. Assim, aquele síndico que não contribui para a Previdência Social pode, desde 22 de julho de 1992, se inscrever como contribuinte. Não será empregado do condomínio, mas poderá contribuir para ter uma aposentadoria e todos os benefícios dela decorrentes no futuro. Esta despesa deverá ser custeada pelo próprio síndico ou, caso a assembléia geral dos condôminos aprove esse ônus, poderá ser reembolsado pelo condomínio.      

PRESTAÇÃO DE CONTAS

Terminado o mês, a administradora (ou o síndico) deve apresentar um balancete de contas detalhado, referente ao mês anterior. Todos os documentos comprobatórios deverão ter o visto do síndico e a pasta deverá ser analisada pelos membros do conselho.
    A pasta conterá também informações sobre quotas em atraso, multas recebidas, saldos bancários, saldos em poupança, posição do fundo de reserva, da conta benfeitorias, etc.
    Um resumo, de no máximo duas folhas, deverá ser enviado a cada condômino.

DICAS:

    se sobrar espaço na folha de prestação de contas (resumo), transcreva algum item do Regulamento ou da Convenção ou envie alguma mensagem de utilidade para o condômino ou edifício;    
não fixe em quadro de avisos relação de condôminos em atraso.     Negocie pessoalmente, via administradora, por meio de advoga-o, etc., mas não exponha o devedor ao ridículo (previsto no Código de Defesa do Consumidor).Nos demonstrativos relacione somente o número do apartamento devedor.

Emidio Campos
Gestor de Segurança
http://segurancadecondominio.blogspot.com

E Mail do Consultor - comercial@leoneservicos.com.br - Skype emidiocampos

Policia Militar de São Paulo

Policia Militar de São Paulo
Apoio Leone Terceirizações

Doação de Orgãos

Faça a campanha em seu condominio
POR QUE DOAR?A carência de doadores de órgãos é ainda um grande obstáculo para a efetivação de transplantes no Brasil. Mesmo nos casos em que o órgão pode ser obtido de um doador vivo, a quantidade de transplantes é pequena diante da demanda de pacientes que esperam pela cirurgia. A falta de informação e o preconceito também acabam limitando o número de doações obtidas de pacientes com morte cerebral. Com a conscientização efetiva da população, o número de doações pode aumentar de forma significativa. Para muitos pacientes, o transplante de órgãos é a única forma de salvar suas vidas.Saiba mais no Site:http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/transplante-de-orgaos/doacao-de-orgaos.php
Divulgação Emidio Campos:. Consultor de Segurança

Evento Jovem Brasileiro

Evento Jovem Brasileiro
Gestor de Segurança Emidio campos

Veja como aumentar a segurança do seu condomínio



Arquivo do blog

Evento Jockey Club

Evento Jockey Club
Leone Serviços

Leone Serviços de Portaria

Leone Serviços de Portaria
Treinamento Israelense

Lei 4591/64 sobre Condomínios

Lei 4591/64 sobre Condomínios
Clique na foto e Leia esta lei