Leone Serviços

Leone Serviços
Portaria Limpeza Zeladoria Motorista

Escreva abaixo para pesquisar assuntos tratados neste Site

Google+ Followers

Leia mais Noticias deste Site

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Condomínios em Santos estão cada vez mais caros

Quem vive em um dos 4.121 edifícios de Santos já deve ter sentido no bolso o aumento na conta do condomínio ao longo dos últimos anos. 



Devido à variedade de prédios existentes (dos conjuntos mais acanhados às novas torres residenciais), não há como especificar um valor médio na Cidade ou no Estado e, consequentemente, sua variação. 

Porém, seja num espigão à beira-mar ou em um prédio onde o custo de vida é menor, a tendência foi de alta na fatura do condomínio. Em alguns casos, muito além da inflação. 

O síndico profissional Tibúrcio de Sousa, que cuida de dez conjuntos residenciais, confirma. “Independentemente do perfil do prédio, basta fazer um breve histórico para verificar o acréscimo”.

Um de seus clientes é um prédio de três andares, com 15 apartamentos, no Marapé. “Este é o perfil mais econômico, devido à ausência de elevador e da necessidade de muitos funcionários. Em 2010, o condomínio custava R$ 150,00. Hoje, de R$ 200,00 a R$ 215,00”.

Os moradores desse prédio arcaram com aumento de 33,3% no condomínio, se considerada a variação mais baixa (ou seja, para R$ 200,00). 

Em outro cliente do síndico profissional, a alta é a mesma. “Em um prédio de nove andares, com 35 unidades e elevador, no Boqueirão, o condomínio passou de R$ 450,00 para, em média, R$ 600,00”.

Os valores, nos dois prédios, incluem a cota condominial (despesas ordinárias) e também as taxas extraordinárias (como as destinadas a fundos de reserva e de obras).
Créditos: Vanessa Rodrigues
Seja num espigão à beira-mar ou em um prédio onde o custo de vida é menor, a tendência foi de alta na fatura
InflaçãoSe comparados aos dados do Núcleo de Pesquisas e Estudos Socioeconômicos (Nese) da Universidade Santa Cecília (Unisanta), os exemplos citados superam em quase três vezes a inflação de Santos no mesmo período, que foi de 11,7%.
O Nese publica mensalmente o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Cidade. Porém, o relatório não cita o subgrupo Condomínios (menciona apenas Habitação, no qual é medida, também, a variação de preços como aluguéis e IPTU).

A pedido de A Tribuna, o coordenador do Nese, Jorge Manuel de Souza Ferreira, informou os dados relacionados aos condomínios que compuseram o acumulado do IPC de Santos, no último biênio.

“Desconsiderando as despesas do fundo de obras, que é um custo não cobrado em muitos prédios, podemos dizer que o preço dos condomínios aumentou 12,3% nos últimos dois anos”. Mais uma vez, a alta estimada no preço dos condomínios santistas supera o índice inflacionário medido na Cidade.

Mão de obra, mais de 50% dos gastos
As despesas com mão de obra correspondem a mais da metade dos gastos que compõem a fatura mensal do condomínio.

“Além do salário, há os encargos trabalhistas, como o vale-transporte, INSS, PIS e cesta básica. Em alguns casos, o gasto com funcionários corresponde até 80% do total do condomínio”, afirma o presidente do Sindicato das Empresas Administradoras de Bens e Condomínios de Santos e Região (Seabens), Horácio Prol Medeiros.

De acordo com o Sindicato dos Empregados em Edifícios de Santos, o reajuste salarial médio da categoria, no último biênio, foi de 8%.

As despesas com água e luz e os encargos administrativos completam as despesas ordinárias. Há, também, as despesas extraordinárias, como o fundo de obras.

Saída

Assim como na administração das despesas familiares, a solução para baixar o valor do condomínio é enxugar os gastos. 

“Não tem fórmula mágica. É impossível fazer economia sem cortar os excessos”, diz o síndico do Condomínio Planeta, Milton Vieira.

Há cerca de sete anos, quando assumiu o cargo de síndico desse edifício residencial, localizado no Boqueirão, Vieira percebeu o número elevado de funcionários que faziam horas extras. 

“Havia meses em que registrávamos mais de 4 mil horas extras. Aos poucos, fui adequando as escalas e o número de funcionários. Com isso, conseguimos reduzir em 50% as horas extras”, diz Vieira.

Resultado

O saldo positivo foi a manutenção do valor do condomínio nos últimos anos. “Como reduzimos os gastos com a mão de obra, conseguimos manter a média do valor do condomínio. Outro resultado foi fazer os serviços necessários sem causar impacto nas finanças dos moradores”, conta o síndico.

Nos últimos dois anos, a taxa condominial (sem as extraordinárias) do edifício Planeta subiu de R$ 155,73 para R$ 167,92 (7,8%). O índice é inferior à inflação do subgrupo Condomínio medido pelo Nese (12,3%).



Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Nenhum comentário:

E Mail do Consultor - comercial@leoneservicos.com.br - Skype emidiocampos

Policia Militar de São Paulo

Policia Militar de São Paulo
Apoio Leone Terceirizações

Doação de Orgãos

Faça a campanha em seu condominio
POR QUE DOAR?A carência de doadores de órgãos é ainda um grande obstáculo para a efetivação de transplantes no Brasil. Mesmo nos casos em que o órgão pode ser obtido de um doador vivo, a quantidade de transplantes é pequena diante da demanda de pacientes que esperam pela cirurgia. A falta de informação e o preconceito também acabam limitando o número de doações obtidas de pacientes com morte cerebral. Com a conscientização efetiva da população, o número de doações pode aumentar de forma significativa. Para muitos pacientes, o transplante de órgãos é a única forma de salvar suas vidas.Saiba mais no Site:http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/transplante-de-orgaos/doacao-de-orgaos.php
Divulgação Emidio Campos:. Consultor de Segurança

Evento Jovem Brasileiro

Evento Jovem Brasileiro
Gestor de Segurança Emidio campos

Veja como aumentar a segurança do seu condomínio



Arquivo do blog

Evento Jockey Club

Evento Jockey Club
Leone Serviços

Leone Serviços de Portaria

Leone Serviços de Portaria
Treinamento Israelense

Lei 4591/64 sobre Condomínios

Lei 4591/64 sobre Condomínios
Clique na foto e Leia esta lei