Leone Serviços

Leone Serviços
Portaria Limpeza Zeladoria Motorista

Escreva abaixo para pesquisar assuntos tratados neste Site

Google+ Followers

Leia mais Noticias deste Site

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Segurança puxa crescimento de condomínios fechados no Mato Grosso







O presidente do Sindicato da Habitação (Secovi/MS), Marcos Augusto Neto, afirma que a segurança é, de fato, o que mais chama atenção nas dezenas de empreendimentos desse tipo em construção em Campo Grande. “A busca por esses espaços está sempre ligada à segurança”, assegura.
 
A arquiteta e urbanista Victória Delvízio, concorda e completa: “cada vez mais as famílias passam um tempo maior fora de casa, seja por conta das horas de trabalho, seja com os filhos na escola e a casa fica vazia. Essa mudança no comportamento social direciona as pessoas a buscar uma forma maior de segurança e os condomínios, de certa forma, proporcionam isso”.
 
A moradora do residencial Nova Suécia, no bairro Tiradentes, Cláudia Silveira, afirma que a busca por segurança foi o que a fez optar por morar em um condomínio. “Até 2000, quando mudei para cá, morava no bairro São Francisco. Nunca fui assaltada, mas tinha medo, porque o comércio do meu marido foi roubado e desde então fiquei com medo e resolvemos nos mudar para um residencial”.
 
Fechados para a cidade
Se de um lado há segurança dentro do condomínio, de outro, o lado de fora está mais inseguro. Victória Delvízio afirma que esses empreendimentos, estão, em sua maioria, localizados em áreas distantes e com grandes vazios urbanos. “O lado de fora desses condomínios é cada vez mais desabitado, o que gera a sensação de insegurança e os moradores acabam perdendo a coragem de andar na rua”.
 
Isso, para a arquiteta, é o lado negativo dos condomínios, que de tão fechados, “de alguma forma se fecham para a cidade”. Ela lembra que esses empreendimentos nada mais são que mini cidades, alguns contando inclusive com espaços de compra. “Para quem está dentro desses espaços, a segurança até existe, mas para a cidade, potencializa a insegurança”.
 
Para o presidente do Secovi, os residencias que vem sendo erguidos são bem localizados e ao invés de promover a insegurança, levam desenvolvimento. Ele cita o Alphaville, na saída para Cuiabá e o Damha, atrás do Parque dos Poderes. 




Emidio Campos 
Instrutor de Segurança 
http://segurancadecondominio.blogspot.com 
E mail - segurancaprivadasp@gmail.com

Nenhum comentário:

E Mail do Consultor - comercial@leoneservicos.com.br - Skype emidiocampos

Policia Militar de São Paulo

Policia Militar de São Paulo
Apoio Leone Terceirizações

Doação de Orgãos

Faça a campanha em seu condominio
POR QUE DOAR?A carência de doadores de órgãos é ainda um grande obstáculo para a efetivação de transplantes no Brasil. Mesmo nos casos em que o órgão pode ser obtido de um doador vivo, a quantidade de transplantes é pequena diante da demanda de pacientes que esperam pela cirurgia. A falta de informação e o preconceito também acabam limitando o número de doações obtidas de pacientes com morte cerebral. Com a conscientização efetiva da população, o número de doações pode aumentar de forma significativa. Para muitos pacientes, o transplante de órgãos é a única forma de salvar suas vidas.Saiba mais no Site:http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/transplante-de-orgaos/doacao-de-orgaos.php
Divulgação Emidio Campos:. Consultor de Segurança

Evento Jovem Brasileiro

Evento Jovem Brasileiro
Gestor de Segurança Emidio campos

Veja como aumentar a segurança do seu condomínio



Arquivo do blog

Evento Jockey Club

Evento Jockey Club
Leone Serviços

Leone Serviços de Portaria

Leone Serviços de Portaria
Treinamento Israelense

Lei 4591/64 sobre Condomínios

Lei 4591/64 sobre Condomínios
Clique na foto e Leia esta lei